Georgina
Reprodução
Georgina

Georgina Rodríguez virou o centro das atenções nos últimos dia. Porém, após passar férias em Dubai com Cristiano Ronaldo e os filhos, ter seu documentário lançado na Netflix e comemorar em grande estilo o seu 28º aniversário , a modelo está convivendo com uma polêmica causada por sua irmã, que a atacou publicamente.

Patricia, que está sendo apontada pela mídia europeia como "irmã secreta", fez duras acusações contra ela, que foram reproduzidas pela Revista 'Deluxe'.

“Não vejo minha irmã há mais de 10 anos. Sinto pena e tristeza. Georgina é muito solidária com as crianças necessitadas, mas não com os sobrinhos”, apontou em um dos trechos a irmã.

Georgina, porém, não hesitou em responder a polêmica nas últimas horas, por meio de um publicação clara e com um ataque sutil, em que agradece a todos aqueles que compõem o seu entorno pelo seu crescimento durante os últimos anos: sua mãe, a sua outra irmã Ivana e o jogador Cristiano Ronaldo, deixando de lado Patricia.

“Agradeço a minha mãe e minha irmã Ivana por me acompanharem no caminho da vida, pois sempre fomos uma pequena família de três, mas isso nos tornou incondicionais e inseparáveis. Obrigado mãe pelos valores que nos incutiu, que hoje não vivo sem. Amor e respeito”, apontou sobre a família em um ‘post’ emocionado que acompanha uma parte de seu documentário na Netflix. 

Leia Também

A verdade é que a relação de Georgina Rodríguez com sua irmã secreta não é boa e tem uma explicação para isso. A própria Patricia ficou encarregada de explicar: “Meu pai estava com minha mãe e com a mãe de Georgina ao mesmo tempo. A mãe de Georgina me colocou em um internato”, acusou ela, lembrando que sua mãe morreu quando ele tinha 11 anos e que ela foi então morar com a família de Georgina. O pai de Georgina, Jorge Eduardo, faleceu em 2019.

"O meu pai, por motivos de trabalho, teve de partir e fiquei a cargo da minha madrasta, a mãe de Ivana e Georgina, Ana Maria. Não sei por que me colocou num internato. Doeu-me muito me separar das minhas irmãs e ter sido internada lá", apontou Patrícia.

A irmã secreta aponta que, num dos poucos contatos, pediu uma camisa assinada por Cristiano Ronaldo para dar de presente de aniversário ao filho, mas a resposta de Georgina foi negativa. "Pedi uma camisa assinada por Cristiano para o meu filho, mas ela me disse que não queria o chatear, que o jogador estava de férias", alegou.

Patrícia agora vive em Castellón de la Plana, a 300 quilómetros a norte de Múrcia, onde vivem a avó de Georgina, Juana e o tio materno Jesus, que começou a série de ataques públicos a esposa de Cristiano Ronaldo .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários