Maradona e Bilardo eram muito próximos
Reprodução / La Nacion
Maradona e Bilardo eram muito próximos

O ex-técnico da seleção argentina, Carlos Bilardo, ainda é provavelmente o único no mundo a não saber da  morte de Diego Armando Maradona, ocorrida em 25 de novembro de 2020. Porém, isso deve mudar em breve.


De acordo com o portal argentino "La Voz", os integrantes da seleção argentina que conquistaram a Copa do Mundo de 1986 decidiram se unir para comunicar a Bilardo a morte de Maradona e  Alejandro Sabella, outro ex-técnico argentino falecido em dezembro passado.

Puxados pelos ex-jogadores Oscar Ruggeri e Jorge Burruchaga, os atletas relataram seus desejos ao irmão de Carlos, Jorge. Agora, resta apenas decidir quando será esse encontro, certamente difícil para todos enfrentarem.

Bilardo luta há algum tempo contra a síndrome de Hakim-Adams, doença neurodegenerativa que também tem um forte impacto em sua lucidez e, portanto, em suas memórias. Ele e Maradona eram muito próximos, onde juntos dividiram o vestiário de Sevilha e do Boca Juniors e conquistaram a Copa de 1986.

O ex-técnico continua a assistir jogos de futebol e a perguntar por Diego, principalmente quando muitas bandeiras aparecem nos estádios com a cara do "Pibe de Oro". “Mas onde ele está?” Ele perguntou recentemente a seu irmão. A resposta foi evasiva: “E o que eu sei? Talvez na Europa ... ".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários