Tite elogiou postura da seleção com um a menos contra o Chile e disse que expulsão de Jesus foi justa
Lance!
Tite elogiou postura da seleção com um a menos contra o Chile e disse que expulsão de Jesus foi justa


A entrevista coletiva de Tite após a vitória por 1 a 0 da Seleção Brasileira sobre o Chile, pelas quartas de final da Copa América , nesta sexta-feira (2), no Estádio Nilton Santos, foi marcada por um veemente pedido à Conmebol. Após a última pergunta dos jornalistas, o comandante canarinho pediu a palavra e, após elogiar os esforços dos funcionários da entidade, voltou a fazer duras críticas às condições dos gramados no torneio.

"Deixa eu fazer uma observação. Vocês, funcionários da Conmebol , eu externei sem falar ao vivo. A gente vê o quanto vocês se doam para que o espetáculo, o dia a dia, a entrevista coletiva, a organização seja feita da melhor maneira possível. E nisso está um outro detalhe, inclusive de tentar fazer o campo em boas condições. Eu enquanto técnico fiquei contente com a classificação, pois do outro lado tinha uma equipe com muito bom pé, com qualidade, bicampeã anterior da Copa América , que poderia ser um espetáculo um pouco mais bonito... Eu fiquei triste com o espetáculo. Se eu estivesse em casa eu iria dizer: "poxa, que jogo bom que poderia acontecer e olha o nível que está". Porque até para bater tiro de meta o Ederson teve dificuldade", e desabafou:

"Por favor, eu faço reconhecimento a todos vocês, inclusive quem trabalha no campo. Por favor, encontrem um campo melhor para jogarmos melhor. O espetáculo melhor. Estou falando de maneira despojada. É perigoso alguém machucar. São atletas de alto nível! Por favor, encontrem um campo melhor. Faço meu reconhecimento a todos vocês pelo trabalho todos os dias", completou.

Você viu?

Em relação à forma como a Seleção conteve o ímpeto chileno após a expulsão de Gabriel Jesus , o comandante canarinho detalhou.

"Um dos nossos objetivos é antecipar situações de jogo, entre elas estar com um atleta a menos. Não que nós queiramos isso... Mas às vezes acontece um acidente justamente expulso, foi justa expulsão, não foi com maldade. Nós orientamos um 4-4-1 ou 4-3-2, conforme necessidade ou resultado do jogo. Com o placar à frente, abriu-se os dois externos, o Paquetá veio para o lado, deixando o Neymar mais avançado, tem que placar mais baixo", e frisou:

"São as duas equipes que mais propõem o jogo, mas, com um a menos, ficamos com uma situação mais atrasada, controlando a equipe do Chile e e tendo mais finalizações também nesse período com oportunidades de ampliar o placar mesmo tendo menos a bola", complementou.

O Brasil duela na segunda-feira com o Peru pela semifinal do torneio, às 20h, em mais uma partida marcada para o Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários