Neymar e Richarlison celebram ao lado de Paquetá, autor do gol da vitória do Brasil
Reprodução / Instagram Copa América
Neymar e Richarlison celebram ao lado de Paquetá, autor do gol da vitória do Brasil

Na base da raça e vontade, o Brasil conseguiu a classificação à semifinal da Copa América ao bater o Chile no Estádio Nilton Santos por 1 a 0, com gol de Lucas Paquetá, no início do segundo tempo. Porém, minutos depois de o meia fazer o gol, o atacante Gabriel Jesus deu entrada criminosa no adversário, foi expulso e por pouco não colocou tudo a perder, deixando a seleção brasileira com um a menos por mais de 40 minutos no segundo tempo.

(Veja abaixo galeria de fotos do jogo)


Ao contrário da temperatura fria no Rio de Janeiro, o primeiro tempo no Nilton Santos foi quente. Para a surpresa geral, o Chile começou a partida com a posse da bola. Os chilenos pressionaram a saída brasileira desde o campo de defesa, não deram espaço e tentaram dominar o jogo. O Brasil, depois de sofrer no início, criou boas chances com Neymar, Roberto Firmino e Gabriel Jesus. O trio fez tabelas e respondeu à altura à pressão inicial chilena. Mesmo assim, a seleção brasileira não conseguiu abrir o placar no Nilton Santos.

O primeiro lance de perigo real foi do Chile, aos 18 minutos. Vargas foi lançado ao campo de ataque e encobriu o goleiro Ederson, direto para fora. A bola passou muito perto do gol brasileiro, mas o assistente já havia marcado posição irregular. Aos 21, o Brasil respondeu. Neymar fez ótima jogada individual pela esquerda e cruzou ainda melhor para Firmino. O centroavante, porém, deixou a bola escapar e não finalizou bem para o gol, pegando de canela.

Você viu?

Aos 26, o Chile por pouco não abriu o placar. Vargas chamou Thiago Silva para dançar, avançou pela direita e finalizou com perigo. Ederson evitou o gol chileno e desviou a bola para escanteio. O Brasil não deixou barato e respondeu com duas boas jogadas. A primeira foi com Neymar, aos 36. Gabriel Jesus tabelou com Roberto Firmino e cruzou para o camisa 10, que finalizou e ganhou escanteio.

Aos 42 foi a vez de Gabriel Jesus. Neymar achou o camisa 9 na entrada da área. O atacante dominou, ajeitou para a esquerda e bateu com força. O goleiro Bravo desviou para escanteio e salvou o Chile de tomar gol.

Para o segundo tempo, Tite promoveu uma mudança: tirou Firmino e colocou Lucas Paquetá. A estratégia do treinador deu certo logo no primeiro minuto. O meia recebeu na entrada da área, tabelou com Neymar, ganhou da marcação e marcou um belo gol para abrir o placar. Mas, os brasileiros não tiveram muito tempo para comemorar. Gabriel Jesus levantou demais a perna, acertou o rosto de Mena e foi expulso, com o vermelho direto. O atacante foi imprudente e irresponsável no lance e mereceu ir para o chuveiro mais cedo.

Depois da expulsão de Gabriel Jesus, Tite armou a equipe no 4-4-1, com Neymar como referência no ataque, e Paquetá, Richarlison, Fred e Casemiro no meio de campo. Na base da velocidade e habilidade, o Brasil segurava a o time chileno que, mesmo com um a mais, não conseguia dar pressão no adversário. Aos 32, os chilenos chegaram com perigo. Meneses aproveitou a sobra na entrada da área brasileira e bateu com força para o gol. Ederson fez a defesa e jogou para escanteio.

A partida ficou feia, com as duas equipes na base da correria. O Brasil, com inteligência e na batuta de Neymar, conseguiu segurar a vitória e a classificação para a semifinal da Copa América, contra o Peru, na próxima segunda-feira, às 20h, novamente no Nilton Santos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários