Carlos Salvador Bilardo
Reprodução
Carlos Salvador Bilardo

Após q uase 10 dias da morte de Maradona , o ex-técnico Carlos Bilardo, campeão mundo pela Argentina em 1986, ainda não sabe do ocorrido. Por decisão familiar e para preservar sua saúde, ele não foi informado da perda do ídolo e ex-comandado. Para evitar que fique sabendo, também teve o sinal da TV cortado.

Hoje morando em um apartamento em Buenos Aires, após um longo período internado em uma clínica, Bilardo sofre da síndrome de Hakim-Adams , uma doença neurodegenerativa que necessita de cuidados intensivos.

Em entrevista a Cielo Sports, Carlos, irmão do treinador, afirmou que está conversando com Oscar Ruggeri e outros integrantes do time campeão de 1986 para encontrar a melhor maneira de dar a notícia.

“A morte é algo que estará na mídia por quatro, cinco ou vinte dias e isso complica, porque Bilardo assiste televisão e muitos jogos. Falei com Ruggeri e ele vai se encontrar com dois ou três jogadores para ver como faremos. Veremos como ele reage e o que acontece", afirmou ele, confirmando que hoje o irmão passa o tempo assistindo séries na Netflix (Pablo Escobar, por exemplo). 

Ainda segundo Carlos, Bilardo tinha um relacionamento com Maradona que costumava descrever como "pai e filho". "Diego é o filho do sexo masculino que eu não tive", costumava responder o ex-técnico quando questionado sobre sua relação com o craque argentino.

Como técnico, Bilardo, além de conquistar a Copa do Mundo em 1986, tendo Maradona como líder em campo, levou a Argentina à final da Copa do Mundo na Itália, em 1990.

Além da morte de Moradona, Bilardo também não sabe do falecimento de José Luis Brown, que morreu em 12 de agosto de 2019. Autor de um dos gols do triunfo albiceleste sobre a então Alemanha Ocidental, por 3 a 2, no jogo da conquista da Copa do Mundo, o ex-jogador sofria do Mal de Alzheimer.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários