Leopoldo Luque e Maradona
Reprodução/Instagram
Leopoldo Luque e Maradona

A morte de Diego Armando Maradona  segue sendo assunto na Argentina, ainda mais agora com uma nova revelação. O ex-jogador teria caído em sua casa e bateu o lado direito da cabeça no último dia 19, na quarta-feira, seis dias antes de falecer.

O incidente foi relatado pelas enfermeiras que cuidavam do craque argentino, mas elas relataram que nenhum estudo foi feito para determinar se sofreu algum dano. As informações são da TV C5N, de Buenos Aires.

Isso aconteceu quando Maradona se recuperava de uma cirurgia de hematoma subdural em sua casa em Tigre, em Buenos Aires. A equipe médica chefiada por Leopoldo Luque , que foi indiciado por "homicídio culposo" , teve conhecimento dos fatos assim como a psiquiatra Agustina Cosachov.

Ricardo (sobrenome não divulgado) e Dahiana Gisela Madrid, os dois profissionais que cuidaram de Diego em suas últimas 24 horas, reportaram tais informações às autoridades. Ricardo afirmou que “o golpe foi no lado direito", ou seja, do outro lado de onde estava a ferida da cirurgia.

Os promotores Laura Capra, Cosme Iribarren, Patricio Ferrari e John Broyard acusaram Luque hoje, além de solicitarem a realização de buscas, o que foi consentido pelo Juiz Fiador Orlando Díaz.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários