A Covid-19 já afetou quase 40 milhões de pessoas em todo o mundo e não poupa ninguém, nem mesmo as grandes estrelas do futebol mundial. O último a entrar nesta longa lista foi o português Cristiano Ronaldoque deu "migué" na quarentena e foi criticado por um infectologista .

Porém, ele não é o único de uma seleção que dificilmente seria batida e que é formada apenas entre aqueles jogadores que já contraíram o vírus. A começar pelo banco de reservas, que seria ocupado por Cholo Simeone , técnico do Atlético de Madrid . O treinador foi infectado em setembro passado .

O gol seria defendido pelo tricampeão da Liga dos Campeões Keylor Navas . Por sua vez, a linha de quatro poderia ser formada por José María Giménez , da seleção uruguaia e também do time de Madrid; de De ligt , jovem da Juventus de Turim, e os laterais Marquinhos, da seleção brasileira e do PSG, além do atual flamenguista Felipe Luís.

No meio do campo, o vírus já contaminou Pogba e Thiago Alcántara , que montariam uma dupla de volantes de dar inveja. Já a parte criativa ficaria com Paulo Dybala que se encarregaria de fornecer as bolas ao trio de atacantes Mbappé, Neymar e Cristiano Ronaldo. Gols não faltariam, já que entre os três já somam 91 gols neste ano.

Como se isso não bastasse, outros ilustres jogadores do futebol mundial como Ibrahimovic, Icardi, Di María ou Adama Traoré permaneceriam no banco. 

    Veja Também

      Mostrar mais