O craque Cristiano Ronaldo abandonou a concentração de Portugual  depois de ter testado positivo para o coronavírus e decidiu retornar à Itália em avião-ambulância.

A atitude tem uma função totalmente esportiva e visa o duelo contra Messi , na Champions League.

A explicação é simples. Em Portugal, ele teria que passar por uma quarentena com duração de 14 dias, enquanto que a quarentena italiana se resume a 10 dias. Com essa mudnaça de país, ele ficaria liberado para o duelo do Campeonato Italiano contra o Verona, mas especialmente para a estreia na Liga dos Campeões 2020-21 contra Messi e o Barcelona, em 28 de outubro.

De acordo com o protocolo da UEFA, um jogador deve testar negativo pelo menos uma semana antes do jogo. Por esta razão, Cristiano, de volta a Turim, pode ser analisado três dias antes do fim da quarentena italiana e cumprir os sete dias anteriores que a UEFA solicitou para o jogo específico da Liga dos Campeões. Se ficasse em Portugal, não daria tempo.

O primeiro encontro entre Messi e Cristiano Ronaldo na história ocorreu em 23 de abril de 2008. Na ocasião, o Manchester United enfrentou o Barcelona pela semifinal da competição. Desde lá, foram 35 jogos com os dois em campo, com vantagem para Messi, que tem 16 vitórias de Messi contra nove triunfos de Cristiano Ronaldo. O confronto ainda conta com 10 empates.

O hermano também leva vantagem nos gols. Marcou 22 nessas partidas, enquanto o português balançou as redes em 19 ocasiões. Pela La Liga, quando se enfrentavam no eterno Barcelona e Real Madrid, a vantagem de Messi é ainda maior. Dos 18 jogos, o argentino tem 10 vitórias contra 4 de Ronaldo, além de quatro empates. O jogador do Barcelona marcou 12 gols, enquanto o português foi às redes nove vezes.

O jogo de volta está agendado para 8 de dezembro, válido pela 6ª e última rodada do Grupo G. 

    Veja Também

      Mostrar mais