Lance

faiq bolkiah
Lance!
Nem Messi, nem CR7: Marítimo, de Portugal, contrata o 'jogador mais rico do mundo'


O Marítimo, clube da primeira divisão portuguesa, fez o mercado de transferências se movimentar ao contratar o jogador mais rico do mundo. Mas engana-se quem pensa que se trata de Messi, Cristiano Ronaldo ou Neymar: o novo reforço é o meia Faiq Bolkiah, de 22 anos, livre no marcado após deixar o Leicester City.

Mas por qual motivo Bolkiah leva este título? Simples. Ele é sobrinho de Hassanal Bolkiah, sultão do Brunei, país asiático. O meia, que atua pela seleção do país, tem uma fortuna avaliada em 18 bilhões de euros (quase R$ 117 bilhões).

Quando chegou ao Leicester City, em 2018, Bolkiah teve sua vida 'dissecada' pela imprensa britânica ( veja um pouco mais clicando aqui ). O jornal britânico 'Mirror' afirma que Bolkiah chegou a gastar R$ 135 milhões em um só mês com carros, relógios e joias.

Além disso, Bolkiah também teria tigres de estimação em casa. Apesar de toda a fortuna, optou por tentar carreira em um clube de futebol e partiu para solos ingleses. Passou pela base de Newbury, Southampton, Arsenal e Chelsea até chegar ao Leicester, em 2016.

Por lá, não chegou a atuar no time profissional, mas fazia parte do elenco sub-23. Agora, no Marítimo, deve ter sua primeira chance em um elenco profissional:

- Estou muito satisfeito por estar aqui e ter tomado esta decisão. Tenho a certeza que este é o clube certo para mim e para a minha carreira. Os meus objetivos passam por dar sempre o melhor de mim em cada treino e em cada jogo, evoluir e ajudar a equipe naquilo que for preciso - disse Bolkiah, ao site oficial do clube.

VOLANTE JEAN TAMBÉM É ANUNCIADO

Além de Bolkiah, o Marítimo também anunciou o reforço do volante Jean, de 25 anos, com passagens por Vasco, Corinthians e Botafogo.

- Me sinto muito feliz e motivado. Espero viver grandes coisas com o Marítimo. A minha vinda para um clube como este não é uma aposta, é uma certeza. Acredito que é um ponto de partida especial para a minha carreira, aqui na Europa - disse Jean.

    Veja Também

      Mostrar mais