Tamanho do texto

Atacante morreu em janeiro após um acidente aéreo no Canal da Mancha. O valor total da contratação era de R$ 77 milhões

Emiliano Sala arrow-options
Divulgação
Emiliano Sala faleceu após o avião onde estava cair no Canal da Mancha no dia 21 de janeiro de 2019

A Fifa obrigou nesta segunda-feira (30) o Cardiff City a pagar seis milhões de euros para o Nantes pela transferência do jogador argentino Emiliano Sala, morto em janeiro após um acidente aéreo no Canal da Mancha.

Leia também: Duas pessoas são presas por vazarem imagens da autópsia de Emiliano Sala

O clube francês tinha acertado a transferência de Emiliano Sala por 17 milhões de euros, a contratação mais cara da história do Cardiff . O valor seria parcelado em três anos e o pagamento da primeira parcela foi barrado pelo time galês, que optou em esperar que as investigações do acidente fossem concluídas.

Em nota, a Fifa explicou que levou em consideração as "circunstâncias específicas e únicas dessa situação trágica". O Cardiff poderá apelar da decisão para o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) de Lausanne.

Vivendo o auge da carreira no Nantes , o contrato de Sala com o Cardiff foi assinado em 21 de janeiro, mesmo dia que o avião que levava o atleta da França para o País de Gales caiu no Canal da Mancha.

Leia também: Nova teoria sobre a queda do avião de Emiliano Sala muda rumo da investigação

O corpo do argentino Emiliano Sala foi encontrado no fundo do mar somente 18 dias depois. Já o piloto da aeronave continua desaparecido