Tamanho do texto

Maradona não é mais técnico do Dorados de Sinaloa. 'El Pibe de Oro' fará cirurgias no joelho e no ombro neste sábado (15)

diego maradona
Divulgação
Maradona estava no Dorados de Sinaloa desde o fim de 2018

O casamento entre o astro Diego Maradona e o Dorados de Sinaloa teve um fim nesta quinta-feira (13). Por conta de alguns problemas de saúde, o treinador argentino optou em se demitir do clube mexicano.

Leia também:  Neymar nega estupro, diz que usou camisinha e que Najila pediu por tapas

A saída de Maradona foi confirmada através de um comunicado divulgado pelo Dorados em suas redes sociais. De acordo com o advogado do ex-atleta, Matías Morla, o argentino realizará uma cirurgia no ombro e outra no joelho.

"Diego decidiu não continuar no comando técnico do Dorados. Por conselho médico, ele dedicará tempo a sua saúde e submeterá a duas operações: uma de ombro e outra de joelho", disse Morla.

O presidente do Dorados, Antonio Nuñez, declarou que as portas do time mexicano "sempre estarão abertas" para Maradona.

"Juntos, surpreendemos o mundo. Mostramos que o futebol é paixão e coração. Com Diego de Sinaloa. Obrigado por tudo, chefe! Recupere-se e veja-o em breve!", escreveu o perfil oficial do clube no Twitter.

A passagem de Maradona pelo Dorados de Sinaloa durou menos de um ano, no entanto, o argentino foi vice-campeão da segunda divisão do Campeonato Mexicano e da Copa do México.

O ex-atleta de 58 anos já está internado na clínica Olivos, no norte de Buenos Aires, para fazer um exame de ressonância magnética no ombro. A cirurgia de Maradona deverá ser realizada neste sábado (15).

Leia também: Bebidas alcoólicas são liberadas em estádios de futebol em São Paulo

Antes dessa cirurgia, Maradona já havia sido internado na Argentina para tentar diminuir os seus níveis de ansiedade. O "Pibe de Oro" também foi operado em janeiro por conta de um sangramento estomacal, que foi descoberto durante um exame médico.