Tamanho do texto

Investigação sobre possível quebra de Fair Play financeiro pode fazer com que os Citizens fiquem de fora da próxima Champions

Guardiola ajoelhado
Reprodução
UEFA avança na investigação sobre fair play financeiro e Manchester City pode ficar de fora da próxima edição da Champions.

A UEFA comunicou nesta quinta-feira (16) que o Comitê de Controle Financeiro encaminhou a investigação sobre possível violação do fair play financeiro  cometida pelo Manchester City para a Câmara de Resolução. Caso a infração seja confirmada, o clube inglês será punido e pode ser excluído da próxima edição da Champions. 

Leia também: Manchester City pode perder Champions por irregularidades financeiras

Em nota, a UEFA não deu grandes detalhes, mas confirmou o motivo da investigação. Segundo a publicação, o  City teria fraudado declarações de valores dos contratos de patrocínio. Documentos que estão sendo utilizados seriam os mesmos vazados pelo Football Leaks no final de 2018. 

Em nota, oclube disse estar desapontado, mas não surpreso. Os Citizens também afirmam que o processo é "insatisfatório, reduzido e hóstil". Confira a nota abaixo: 

"O Manchester City está inteiramente confiante em um resultado positivo quando o assunto é considerado por um órgão judicial independente. A acusação de irregularidades financeiras continua a ser totalmente falsa e a CFCB IC ignora um conjunto abrangente de provas irrefutáveis fornecidas pelo Manchester City FC à câmara. A decisão contém erros, interpretações erradas e confusões resultantes fundamentalmente de uma falta básica do devido processo"

A regra do  fair play financeiro foi criada pela UEFA com o intuito de melhorar a saúde financeira dos clubes, proibindo as equipes de gastarem mais do que arrecadam. Com a falsificação dos documentos, o City estaria violando a regra. Isso pode levar a equipe a ser excluída da próxima edição da Champions .

Visualizar esta foto no Instagram.

Still feels just as good 😍🏆 #mancity

Uma publicação compartilhada por Manchester City (@mancity) em

Leia também: Manchester City nega acusações que poderiam tirar time da Champions League

Porém, caso seja punido, o  City só deverá cumprir a punição na próxima Champions, na temporada 2020-21. Isso porque, caso o clube seja condenado, ele tem direito de recorrer à Corte Arbitral do Esporte. Logo, uma punição para a edição 2019-20 deve ser improvável. 

    Leia tudo sobre: Futebol