kokorin e mamaev
Reprodução
Kokorin e Mamaev, jogadores russos que foram presos em outubro de 2018, foram sentenciados a 18 e 17 meses de prisão

Nesta quarta-feira (08) saíram as sentenças de Alexander Kokorin e Pavel Mamaev, jogadores russos presos no fim de 2018 por provocarem tumulto num café.

Leia também:  Após eliminação histórica na Champions, Messi chora no vestiário do Barcelona

De acordo com o jornal inglês Mirror Daily , os jogadores russos foram acusados de hooliganismo, porém as penas variaram. O atacante do Zenit FC, Kokorin, foi sentenciado a 18 meses de cadeia na penitenciária de Moscou. Já o atleta do Krasnodar cumprirá 17 meses de prisão.

A dupla russa estava sob custódia desde outubro de 2018 quando atacaram dois membros do governo , incluindo um funcionário do Ministério do Comércio, num café da capital, além de começarem uma briga com o motorista de um apresentador de televisão local.

O ministro do esporte da Rússia, Pavel Kolobkov, comentou que as penas da dupla de jogadores podem servir de exemplo para outros atletas do país.

“Atletas de alto nível trabalham 365 dias por ano: eles treinam, se preparam e não há tempo livre entre competições durante as quais eles podem beber álcool. Espero que isso sirva como uma lição para eles e para todos os outros atletas”, disse o ministro ao canal RIA.

Kokorin e Mamaev eram vistos como ‘bad boys’ na Rússia. Antes do episódio no café, a dupla já tinha sido rebaixada para as equipes reservas de seus clubes por promoverem uma festa em Mônaco após a eliminação da seleção russa na Eurocopa 2016.

No mês de dezembro de 2018, os jogadores russos participaram de uma  partida entre detentos e agentes penitenciários na cadeia em que estavam. No mesmo tempo, ambos escreveram cartas se desculpando com os torcedores e companheiros de equipe. Até o momento nem o Zenit nem o Krasnodar se posicionaram sobre as sentenças.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários