Tamanho do texto

Lateral brasileiro disse que não foi ouvido antes de jogo decisivo na Liga dos Campeões e que faltou concentração ao time do PSG

daniel alves no psg
Reprodução
Daniel Alves comentou sobre a eliminação do PSG na Liga dos Campeões

A eliminação do Paris Saint-Germain na Liga dos Campeões para o Manchester United, no início de março, parece que não foi superada por alguns jogadores da equipe, como Daniel Alves.

Leia também:  Atlético-MG demite técnico Levir Culpi após tomar goleada na Libertadores

Em entrevista à rádio Monte Carlo, o lateral Daniel Alves comentou sobre o revés da equipe francesa e disse que gostaria de ter sido ‘mais ouvido’ antes do jogo decisivo.

“Eu não gosto de jogar flores, mas sei como ganhamos e como perdemos. Quando tento falar, gostaria de ser ouvido, não porque sou mais importante que os outros, mas porque já estive lá. Tive várias experiências e sei o que pode nos puxar ou nos colocar no fundo”, disse o brasileiro.

Aos 35 anos, Daniel Alves chegou à final da Liga dos Campeões quatro vezes, sendo que em três delas foi campeão.

Para ele, a principal causa da eliminação do PSG na Champions foi a falta de experiência. “É um pouco de tudo, é um problema geral. Se nos falta concentração, podemos ter más surpresas e eu não gosto disso”, completou.

Leia também:  Internado em SP, Pelé passará por nova cirurgia para retirada de pedra no rim

Apesar de ‘alfinetar’ o desempenho de sua equipe, o lateral isentou o treinador Thomas Tuchel de culpa pelo insucesso. “Eu nunca tive um treinador tão inteligente e tão pronto para servir a equipe. Ele estuda muito bem as reuniões com uma equipe incrível. Mas as vezes, as coisas não funcionam, é uma dor, porque havia muita espera”.

Amigo próximo de Neymar, Daniel Alves também aproveitou a entrevista para defender o amigo das críticas. “Neymar não deve mudar a maneira como ele joga, caso contrário as pessoas vão adormecer. Quando a bola está nos pés de tal jogador, ela tem outro perfume”, concluiu.

Longe da Liga dos Campeões , o PSG está muito próximo de se sagrar campeão da Ligue 1. O grito pelo título já pode sair neste domingo (14) quando a equipe enfrenta o Lille, vice da tabela de classificação, fora de casa. O tem 81 pontos, vinte a mais que o segundo colocado.

Leia também:  Jogador exige cláusula em contrato que o libera para assistir shows de rock

Além do título nacional, o PSG também está na final da Copa da França. O jogo decisivo contra o Rennes está marcado para o dia 27 de abril. Essas devem ser as últimas decisões que Daniel Alves participa, já que se contrato termina em junho/19 e o atleta não renovou com a equipe ainda.