Tamanho do texto

Crianças são da Ark Elvin Academy, escola secundária onde Sterling estudou durante a infância. Antes da partida, os alunos conhecerão o ídolo

undefined
Reprodução
Sterling levará 550 crianças para jogo da semifinal da FA Cup entre City e Brighton

Um jogador torna-se ídolo não somente pelo que produz dentro de campo, mas também pelo que faz fora dele, e o inglês Raheem Sterling trabalha para se tornar a maior referência de crianças da escola Ark Elvin Academy.

Leia também: Ex-Juve ataca reação de Bonucci: "tão violenta quanto os gritos de macaco"

De acordo com o jornal Daily Mirror , o atleta do Manchester City bancará a ida de 550 crianças de sua antiga escola para assistirem a partida da semifinal da FA Cup entre City e Brighton, neste sábado (06), no estádio de Wembley.

Quando criança, Sterling frequentou a Ark Elvin, conhecida também como Copland Community School. A escola secundária fica no bairro de Brent, em Londres, e é frequentada por 92% de alunos de origem étnica minoritária. Mais de 50 idiomas diferentes são falados pelos alunos nessa unidade.

Raheem Sterling deve desembolsar 24 mil euros (R$ 103 mil reais, na cotação atual) para a excursão.

“Raheem queria fazer algo pelas crianças de sua antiga escola e conversou com o Manchester City para saber se era possível. Antes da partida os alunos vão conhece-lo e depois assistirão ao jogo. Esse gesto resumo bastante o tipo de pessoa que ele é”, disse ao jornal uma fonte próxima ao atacante.

Essa mesma fonte afirmou que Sterling alimenta a ideia de criar um centro para crianças que passem necessidades. Ele nunca se afastou totalmente da Ark Elvin Academy e sempre que pode ajuda a unidade.

Leia também:  Próximo de 100 jogos pelo Palmeiras, Bruno Henrique comemora: "orgulho"

Com 19 gols, 16 assistências em 41 partidas na atual temporada, Raheem Sterling é um dos jogadores mais engajados em projetos com crianças . Vítima de racismo em algumas partidas do City e seleção inglesa, o atacante tem sido um porta-voz importante contra a discriminação racial na Europa.

    Leia tudo sobre: Futebol