Racing, da Argentina, posta manifesto para apurar culpados por mortes durante ditadura de 1976
Reprodução
Racing, da Argentina, posta manifesto para apurar culpados por mortes durante ditadura de 1976

O dia 24 de março é o Dia Nacional da Memória pela Verdade e a Justiça na Argentina e para relembrar as vítimas do golpe militar de 1976, clubes e jogadores usaram a hashtag #NuncaMas em suas redes sociais.

Leia também:  Fabio Capello cita Fenômeno como um dos melhores atletas que já treinou

Entre os clubes mais tradicionais da Argentina que fizeram parte da ação estão Boca Juniors, River Plate, Independiente, Racing e San Lorenzo. O Racing, inclusive, publicou um comunicado em seu site oficial em que reitera o “pedido de acusação dos responsáveis por crimes contra a humanidade”.

De acordo com a Comissão Nacional sobre o Desaparecimento de Pessoas, o número de desaparecidos durante o comando de Jorge Rafael Videla chega a 8.961 pessoas.

Leia também:  Tottenham divulga vídeo da construção de seu novo - e lindo - estádio; assista

O general assumiu o comando do país em 1976 e governou até 1981. O período em que ficou na presidência é marcado por repressão política, violações dos direitos humanos, perseguição a opositores, censura, torturas e mortes.

Desde 2002, por meio da Lei 25.633, o Congresso Nacional aprovou o dia 24 de março como feriado nacional e dia de lembrar-se de todas as vítimas do regime. Em honra a memória do país, o campeonato argentino também não é disputado neste fim de semana.

Leia também:  Fernando Prass pega pênalti e Palmeiras empata com Novorizontino no Paulista

Você viu?

Veja abaixo algumas das publicações do #NuncaMas dos clubes da Argentina .








    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários