Tamanho do texto

Levante chegou a apresentar denúncia por conta da escalação irregular do zagueiro Chumi, nas oitavas da competição, mas Federação Espanhola entendeu que prazo havia vencido

Zagueiro Chumi, do Barcelona
Divulgação
Zagueiro Chumi, do Barcelona

O Comitê de Competições da Real Federação Espanhola de Futebol absolveu nesta sexta-feira o Barcelona no caso da escalação irregular do zagueiro Chumi. Desta forma, o clube azul e grená segue na Copa do Rei.

Leia também:  Sampaoli diz que não sabia de problemas financeiros do Santos e pede reforços

Segundo o órgão, a denúncia, protocolada também nesta sexta pelo Levante, adversário do Barcelona nas oitavas de final, foi feita após o prazo limite determinado pelo regulamento.

A confusão começou porque o jogador de 19 anos deveria ter cumprido suspensão automática por acúmulo de cartões amarelos quando ainda jogava pelo Barcelona B, na terceira divisão do espanhol, mas ele foi a campo na última semana, quando o escrete catalão perdeu para o Levante por 2 a 1, pela ida das oitavas de final da Copa do Rei .

Leia também:  Paul Pogba elogia Solskjaer no comando do United: "temos sistema e estrutura"

O prazo do clube da cidade de Valência apresentar a denúncia por conta da escalação irregular de Chumi , no entanto, era de 48 horas e, como o confronto aconteceu na quinta-feira passada (10), o recurso não teve validade e foi arquivado.

Leia também:  Pep Guardiola comenta sobre caso de espionagem no futebol da Inglaterra

Dentro de campo, após ser derrotado por 2 a 1 na ida com o time reserva, o Barcelona venceu, nesta quinta-feira, por 3 a 0, em casa e com todos os titulares, se garantindo nas quartas de final. Já em sorteio realizado nesta sexta, ficou definido que o clube Blaugrana irá enfrentar o Sevilla, em datas ainda não confirmadas.

    Leia tudo sobre: Futebol