Tamanho do texto

O torneio deve começar a ser disputado em 2021, e tem como objetivo ser mais inclusivo que a Liga dos Campeões e a Liga Europa

O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, e o da Associação de Clubes Europeus (ECA), Andrea Agnelli, que também preside a Juventus
DIVULGAÇÃO/UEFA
O presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, e o da Associação de Clubes Europeus (ECA), Andrea Agnelli, que também preside a Juventus

A Uefa confirmou durante encontro realizado no final de semana, em Dublin, na Irlanda, que uma terceira competição europeia entre clubes será criada e disputada no próximo ciclo, entre 2021 e 2024.

Leia também: Uefa aprova e VAR já será usado nas oitavas de final da Liga dos Campeões

Aleksander Ceferin, presidente da Uefa , afirmou que a criação do torneio é decorrente da demanda de diversos clubes que não participam das principais competições, que são a Liga dos Campeões e a Liga Europa .

“Havia uma demanda generalizada de todos os clubes para melhorar sua chance de participar mais regularmente nas competições europeias. Isso foi atingido com uma abordagem estratégica de acordo com o objetivo da Uefa de ter tanto mais qualidade quanto mais inclusão nas nossas competições de clubes”, disse Ceferin.

Ainda sem nome, o torneio recebeu um apelido improvisado, que é "Liga Europa 2", ficando portanto em um nível abaixo das outras competições. 

Leia também: Após rebaixamento, Alemanha cai no grupo da Holanda nas eliminatórias da Euro

A "Liga Europa 2" terá oito grupos com quatro equipes cada. Os times que ficarem nas primeiras posições se classificam, enquanto os segundos colocados disputarão um playoff contra os terceiros colocados que virão da Liga Europa. O grande campeão ganhará vaga na Liga Europa.

“A nova competição da Uefa torna as nossas competições mais inclusivas que antes. Haverá mais jogos para mais clubes, com mais países representados nas fases de grupos. Esta competição nasceu de um diálogo constante com os clubes através da Associação de Cubes Europeus (ECA)”, disse o presidente da Uefa.

Andrea Agnelli, presidente da ECA, aprovou a nova competição: "Eu estou muito contente que o Comitê Executivo da Uefa tenha concordado com as mudanças que os clubes membros da ECA estavam pedindo”, disse o dirigente, que é também presidente da Juventus.

“Nós acreditamos que este resultado garanta que as competições de clube da Uefa continuem a se desenvolver de uma maneira que é justo e equilibrado, encontrando as demandas e requerimentos necessários para garantir que o futebol permaneça o esporte número um globalmente”, completou Agnelli.

Leia também: Sergio Ramos caiu no doping após final da Champions de 2017 e Uefa encobriu

As partidas da nova competição acontecerão às quintas-feiras, dias em que acontecem os jogos da Liga Europa, em um horário exclusivo, às 15h30, horário de Londres. Segundo a Uefa , fica a cargo das federações definirem como as equipes vão se classificar para a competição.

    Leia tudo sobre: Futebol