undefined
Reprodução
Leandro Paredes foi expulso aos 37 minutos do segundo tempo em jogo do Zenit

A final da Copa Libertadores da América atravessou o oceano e virou assunto na Rússia. Torcedores do Zenit estão acusando o jogador Leandro Paredes de forçar um cartão vermelho no último fim de semana, para viajar até a Argentina e assistir o primeiro jogo entre Boca e River.

Leia também:  Ingressos da final da Libertadores chegam a R$18 mil; Boca denuncia revenda

O meia do Zenit é torcedor declarado do Boca Juniors, clube que o revelou. O lance da expulsão de Paredes aconteceu aos 37 minutos do segundo tempo, quando o time vencia por 1 a 0 do Akhmat. O jogador acertou o adversário sem bola e como já tinha um amarelo foi imediatamente expulso pelo juíz.

A torcida não ficou satisfeita com a atitude do atleta e foram até as redes sociais para pesquisar indícios de que o cartão foi proposital para que Paredes viajasse à Argentina. Alguns até apontaram uma postagem que Leandro fez em seu Instagram como ‘prova’.

Leia também:  Após 14 jogos, Carpegianni é demitido do Vitória e substituto é anunciado

Logo após a definição da primeira final Argentina na Libertadores, o meio campista fez uma postagem pedindo paz aos torcedores de ambas as equipes.

Leia também:  Cristiano Ronaldo treinava com pesos no torzelo e era motivo de chacota

Leandro Paredes tem 24 anos e iniciou sua carreira na La Bombonera, em 2002. O camisa 05 passou pela Itália (Chievo, Roma e Empoli) antes de chegar ao Zenit , da Rússia, no ano passado. Desde 2017, Paredes atua na seleção principal da Argentina. Em sete gols ele marcou apenas um gol.

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários