Tamanho do texto

Torcedores do Zenit acharam que expulsão de Leandro Paredes aos 37 do segundo tempo foi proposital. Jogador é torcedor assumido do Boca Junior

Leandro Paredes foi expulso aos 37 minutos do segundo tempo em jogo do Zenit
Reprodução
Leandro Paredes foi expulso aos 37 minutos do segundo tempo em jogo do Zenit

A final da Copa Libertadores da América atravessou o oceano e virou assunto na Rússia. Torcedores do Zenit estão acusando o jogador Leandro Paredes de forçar um cartão vermelho no último fim de semana, para viajar até a Argentina e assistir o primeiro jogo entre Boca e River.

Leia também:  Ingressos da final da Libertadores chegam a R$18 mil; Boca denuncia revenda

O meia do Zenit é torcedor declarado do Boca Juniors, clube que o revelou. O lance da expulsão de Paredes aconteceu aos 37 minutos do segundo tempo, quando o time vencia por 1 a 0 do Akhmat. O jogador acertou o adversário sem bola e como já tinha um amarelo foi imediatamente expulso pelo juíz.

A torcida não ficou satisfeita com a atitude do atleta e foram até as redes sociais para pesquisar indícios de que o cartão foi proposital para que Paredes viajasse à Argentina. Alguns até apontaram uma postagem que Leandro fez em seu Instagram como ‘prova’.

Leia também:  Após 14 jogos, Carpegianni é demitido do Vitória e substituto é anunciado

Logo após a definição da primeira final Argentina na Libertadores, o meio campista fez uma postagem pedindo paz aos torcedores de ambas as equipes.

Leia também:  Cristiano Ronaldo treinava com pesos no torzelo e era motivo de chacota

Leandro Paredes tem 24 anos e iniciou sua carreira na La Bombonera, em 2002. O camisa 05 passou pela Itália (Chievo, Roma e Empoli) antes de chegar ao Zenit , da Rússia, no ano passado. Desde 2017, Paredes atua na seleção principal da Argentina. Em sete gols ele marcou apenas um gol.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.