Tamanho do texto

Lucas Hernández foi pai recentemente e disse que nunca faria algo parecido com seu filho

Lucas Hernández falou pela primeira vez sobre o abandono do pai
FIFA/ Divulgação
Lucas Hernández falou pela primeira vez sobre o abandono do pai

O lateral Lucas Hernández , jogador do Atlético de Madri e campeão da Copa do Mundo de 2018 com a seleção francesa como titular, abriu o coração numa entrevista ao "Le Parisien" e falou abertamente sobre o abandono do pai, de quem diz não ter notícias há mais de uma década.

Leia também: Zagueiro francês se aposenta da seleção e revela desgosto com título mundial

"Não temos notícias dele há 12 ou 13 anos", disse o atleta sobre o abandono do pai . "Agora que sou pai, estou ainda mais convencido do que ele fez, de que fracassou no papel como pai. Se eu o encontrar algum dia, teremos uma conversa. Mas o que não posso imaginar é eu a abandonar o meu filho", completou.

Lembrando que Lucas Hernández é irmão de Theo, emprestado pelo Real Madrid à Real Sociedad.

"Nunca faria o mesmo por nada deste mundo. Inclusive, se eu tiver que dormir debaixo de uma ponte para o meu filho ser feliz, farei isso", acrescentou.

Leia também: Campeão do mundo com a França critica Neymar: "Tem ridicularizado o mundo"

Vivendo há muitos anos na Espanha, o campeão mundial pela França explicou a decisão de representar a seleção do seu país natal, sendo que ele também tem nacionalidade espanhola.

"Durante muito tempo não tive notícias da minha família na França, nem sequer sabia se alguém sabia que eu existia. Mas um dia o técnico Didier Deschamps me ligou e disse que eu fazia parte da lista dele. Nem pensei muito e disse logo que sim . Nunca teria dito que não à França, é o que eu queria desde pequeno", avaliou.

Leia também: Olheiro revela que Mbappé foi dispensado pelo Chelsea por ser preguiçoso

Lucas Hernández nasceu em Marselha, tem apenas 22 anos de idade e atuou na base do Rayo Majadahonda, da Espanha, antes de chegar ao Atlético de Madri , também na base. Ele se profissionalizou em 2014, quando fez sua estreia pelo time principal.

A sua entrevista ao "Le Parisien" foi a primeira vez que o jogador francês falou sobre o abandono do pai abertamente.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.