Tamanho do texto

Maradona disse que Messi não é um líder na seleção argentina e esses comentários não caíram muito bem no país

Maradona foi treinador de Messi na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul
Twitter/Reprodução
Maradona foi treinador de Messi na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul

O argentino Diego Maradona estaria arrependido de criticar o compatriota Lionel Messi e irá pedir desculpas ao craque do Barcelona. A informação foi revelada pelo advogado do ex-jogador, Matías Morla.

Leia também: Maradona aconselha Messi a se aposentar da Argentina: "Culpa é sempre dele"

"Diego Maradona  está triste, o que ele queria dizer é que eles deixam o Messi louco, que ele não é um líder, ao contrário do que foi dito", disse Morla durante entrevista à emissora de TV América 24.

"Messi não tem culpa do fracasso atual da seleção argentina , mas como Maradona tem seu jeito de falar, a situação foi armada", acrescentou o magistrado.

Leia também: Moradores de condomínio proíbem mudança de Maradona no México

O ex-atleta gerou polêmica durante sua participação no programa "La Última Palabra México", na qual disse que era "inútil" afirmar que Messi era um "líder" da seleção do seu país, principalmente depois do último fiasco na Copa do Mundo na Rússia.

"É inútil querer fazer de um líder um homem que vai ao banheiro 20 vezes antes de um jogo", disse Maradona.

Diego Maradona atualmente trabalha no futebol do México como treinador do Dorados
reprodução / Twitter
Diego Maradona atualmente trabalha no futebol do México como treinador do Dorados

As palavras do argentino provocaram fortes críticas entre os argentinos, inclusive foram rebatidas por outro ídolo do futebol local, Mario Kempes, campeão mundial da Copa do Mundo de 1978.  

"Toda vez que Maradona abre a boca é um problema, porque ele não respeita e, na sua época de jogador, sempre o respeitaram. Ele perdeu uma final na Itália e ninguém disse nada", disse Kempes.

Leia também: Ex-auxiliar de Maradona diz que Messi fica deprimido jogando pela seleção

O advogado Matías Morla, por sua vez, afirmou que seu cliente "ficou muito magoado com o que Kempes disse. "Ele sempre apoiou a equipe nacional", relembrou.

Fora da seleção argentina, pelo menos até o final do ano, Messi é tema de debates na Argentina, principalmente sobre suas condições como líder da equipe. Diferente de Maradona , que sempre foi visto como grande líder dentro de campo pela seleção nacional.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.