Tamanho do texto

Para Fernando Signorini, a seleção argentina não deu nada ao craque do Barcelona: "Ele não pode continuar pagando o preço alto das críticas"

Fernando Signorini, que trabalhou como preparador físico da seleção argentina entre 2009 e 2010, período em que Diego Maradona era o treinador, saiu em defesa de Messi, que tem recebido críticas recentemente, uma delas, inclusive, do próprio Pibe.

Leia também: Maradona se desculpará com Messi após declarações polêmicas contra o jogador

Preparador físico saiu em defesa de Messi, que não conseguiu levar a Argentina além das oitavas de final na Copa de 2018
Divulgação/Fifa
Preparador físico saiu em defesa de Messi, que não conseguiu levar a Argentina além das oitavas de final na Copa de 2018

No programa "La Última Palabra México", Maradona havia dito que era "inútil" afirmar queo craque era um líder, pois ele "vai ao banheiro 20 vezes antes de um jogo". Foi aí que Signorini saiu em defesa de Messi , dizendo que ele deveria ter se naturalizado espanhol.

"Quem me dera que ele tivesse se naturalizado espanhol, porque já seria campeão do mundo. Mas depois iam dizer que se tinha vendido, porque não queria jogar na seleção argentina. Messi renunciou a muitos privilégios e estas críticas são miseráveis", afirmou o ex-preparador físico em entrevista à Rádio Villa Trinidad .

Leia também: Maradona aconselha Messi a se aposentar da Argentina: "A culpa é sempre dele"

O camisa 10 que completou 31 anos em junho não foi convocado para os amistosos após a Copa do Mundo da Rússia, onde a Argentina caiu nas oitavas de final para a campeã França, por pedido dele mesmo. E para Signorini, o jogador do Barcelona deveria se aposentar de vez da Albiceleste.

"Messi não tem de voltar à seleção argentina. Para desgraça de todos aqueles que admiram Messi, pois não pode continuar a pagar o preço alto das críticas. Dizem que ele é um pé frio, que não canta o hino e não sente o peso da camisa. Reclamam com Messi, mas a Argentina não lhe deu nada", ponderou.

"O futebol não merece Messi", finalizou o antigo preparador físico  querendo dizer que as pessoas não valorizam o atleta eleito cinco vezes melhor do mundo.

Leia também: Modric fala da relação com Cristiano Ronaldo e afirma: "Nunca jogarei com Messi"

"La Pulga" já entrou em campo pela seleção principal da Argentina em 128 partidas e marcou 65 gols, além de dar 42 assistências, de acordo com o site estatístico Transfermarkt. O único título foi uma medalha de ouro nas Olimpíadas de 2008. Foi três vezes vice-campeão da Copa América e também vice da Copa de 2014 no Brasil. Mas foi pelos muitos gols e títulos com o Barcelona que o preparador saiu em defesa de Messi .

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.