Tamanho do texto

Confusão aconteceu antes da semifinal da Liga dos Campeões 2017/18. Sean Cox, de 53 anos, ficou semanas em coma e sofreu graves danos cerebrais

Vídeo mostra torcedores da Roma brigando com os do Liverpool. Sean Cox foi o torcedor do Liverpool agredido
Reprodução
Vídeo mostra torcedores da Roma brigando com os do Liverpool. Sean Cox foi o torcedor do Liverpool agredido

A confusão entre torcedores organizados da Roma e ultras do Liverpool, antes do duelo entre os times, na semifinal da Liga dos Campeões da temporada passada, não teve um final feliz. A esposa do irlandês Sean Cox, torcedor do Liverpool agredido pelos romanistas disse que o marido está com o lado direito do corpo paralisado.

Leia também:  Conhecidos por confusões, jogadores russos agridem políticos em bar

O torcedor do Liverpool agredido , Sean Cox, de 53 anos, ficou em coma e sofreu graves danos cerebrais após as agressões. Segundo informações das autoridades, Sean estava com a família indo para o jogo e foi atingido na cabeça por um cinto. Ele ficou internado por cinco semanas em Liverpool e depois foi transferido para um Centro Nacional de Reabilitação, próximo de Dublin, na Irlanda.

Na época, Roma e Liverpool divulgaram comunicados repudiando a violência. Torcedores do clube de esportes gaélicos que Sean frequentava fizeram uma campanha e arrecadaram 30 mil euros (cerca de R$ 130 mil na cotação atual) para ajudar nos custos com os cuidados do companheiro.

A Justiça Britânica indiciou dois italianos por “desordem violenta” . O julgamento de Filippo Lombardi, um dos torcedores envolvidos, começa nesta quarta-feira.

Sean Cox, o torcedor do Liverpool agredido, ao lado da esposa
Reprodução
Sean Cox, o torcedor do Liverpool agredido, ao lado da esposa

“Irei ao julgamento. Quero vê-lo frente a frente. Irei com meu filho. Sean faria o mesmo por mim”, comentou a esposa do torcedor, Marina Cox, ao jornal irlandês The Independent . “Sabemos que o meu marido nunca mais será a mesma pessoa, mas continuaremos a lutar. Nós faremos tudo o que pudermos”.

 “Este foi um acontecimento catastrófico que mudou as nossas vidas. Sean vê imagens duplicadas, até triplicadas, não consegue falar, mas entende tudo. Ele tem o lado direito do corpo paralisado”, desabafou.

O segundo torcedor da Roma,  Daniele Sciusco, de 29 anos, foi condenado no fim de agosto a dois anos e meio de pressão por seu envolvimento nas confusões que resultaram no torcedor do Liverpool agredido , em 24 de abril. Segundo a página na internet da rede de televisão do Reino Unido ‘BBC’, um terceiro romanista ainda não identificado já foi preso pela polícia de Liverpool e será julgado pelas agressões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.