Tamanho do texto

Questionado se daria um conselho ao brasileiro, Didier Deschamps lembrou que ele precisou "fazer uma corrida contra o tempo" para jogar o Mundial

O técnico da França, Didier Deschamps , demonstrou respeito e compreensão com o atacante do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira, Neymar. Em entrevista concedida ao canal Esporte Interativo e publicada nas redes sociais nesta quarta-feira, o treinador evitou criticar o craque e o elogiou.

Leia também: Philippe Coutinho analisa momento pós-Copa: "Me sinto mais experiente"

Em fevereiro, Neymar machucou o pé e ficou fora dos gramados por mais de três meses; para técnico da França, isso influenciou no desempenho na Copa do Mundo
Reprodução
Em fevereiro, Neymar machucou o pé e ficou fora dos gramados por mais de três meses; para técnico da França, isso influenciou no desempenho na Copa do Mundo

Perguntado sobre um possível conselho que daria a Neymar após as muitas críticas recebidas por conta do desempenho abaixo do esperado na Copa do Mundo deste ano, na Rússia, o técnico da França lembrou que o atacante disputou a competição recém-operado e que isso prejudicou sua performance.

"Conselho a Neymar? Eu não teria um conselho a dar a ele, mas é muito lógico que ele não poderia estar 100% na Copa do Mundo. Ele tinha acabado de voltar de uma lesão importante, foi como uma contagem regressiva. Ele ficou à disposição, foi curado, mas é claro que não é possível voltar 100%, porque ele teve que fazer uma corrida contra o tempo", afirmou Deschamps.

Leia também: Torcedor do Liverpool agredido por ultras da Roma em abril está paralisado

Bicampeão do mundo, como jogador em 1998 e como técnico em 2018, o francês ainda demonstrou felicidade com a presença do camisa 10 no Paris Saint-Germain .

"Ele está muito bem agora depois do início da temporada com o Paris Saint-Germain, é uma coisa muito boa para o futebol francês ter um grande jogador como Neymar em nosso campeonato. Claro que existem outros bons jogadores, mas ele faz parte dos grandes a nível mundial. Tê-lo no Paris Saint-Germain e na França é um grande prazer", acrescentou.

Leia também: Flamengo acerta venda de Lucas Paquetá ao Milan por R$ 150 milhões

E o técnico da França não está errado quando fala sobre o grande início da temporada de Neymar. Além de ser um dos quatro atletas a fazer um hat-trick nesta edição da Liga dos Campeões, em 11 jogos já marcou 11 gols e deu quatro assistências nesta temporada.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.