Tamanho do texto

Levantamento que analisou transações nas cinco grandes ligas na última década mostra também que o clube inglês teve o maior "prejuízo"; confira

Um levantamento feito pelo CIES Football Observatory , que analisa as negociações do mercado nas cinco grandes ligas da Europa (Inglaterra, Espanha, Itália, Alemanha e França) desde 2010, apontou que o Manchester City foi o time que mais gastou em reforços na última década.

Leia também: Premier League testará VAR de maneira 'offline' na quinta rodada do campeonato

O último título do Manchester City foi o da Supercopa da Inglaterra de 2018; clube foi o que mais gastou na última década
MANCHESTER CITY/Divulgação
O último título do Manchester City foi o da Supercopa da Inglaterra de 2018; clube foi o que mais gastou na última década

Com um investimento de 1,470 bilhão de euros (cerca de R$ 7,05 bilhões), o Manchester City foi quem mais abriu os cofres. Chelsea, que gastou 1,310 bilhão de euros (R$ 6,28 bilhões), e Barcelona, com investimento de 1,258 bilhão de euros (R$ 6,04) completam o top 3. Confira o estudo completo  clicando aqui (em inglês).

Além desses três, outros quatro superaram a barreira do bilhão com reforços nas últimas dez temporadas, são eles: PSG (1,242 bilhão de euros ou R$ 5,96 bilhões), Manchester United (1,102 bilhão de euros ou R$ 5,29 bilhões), Juventus (1,085 bilhão de euros ou R$ 5,21 bilhões) e Liverpool (1,071 bilhão de euros ou R$ 5,14 bilhões).

Logo na sequência aparece o Real Madrid, com gastos de 912 milhões de euros (R$ 4,37 bilhões), mas Cristiano Ronaldo, por exemplo, que foi para os Merengues em 2009 e ainda figura entre as dez transações mais caras do futebol, não foi utilizado para o estudo.

Leia também: Uefa já admite retirar a regra do gol fora de casa na Liga dos Campeões

Roma, com investimento de 809 milhões de euros (R$ 3,88 bilhões), e Atlético de Madri, que gastou 764 milhões de euros (R$ 3,66 bilhões), fecham a lista dos dez primeiros.

Em outra parte do estudo, aparece o Monaco como o time que mais recebeu nas janelas de transferências desde 2010. Ao todo, 950 milhões de euros (R$ 4,55 bilhões) entraram para os cofres do time francês. Quem menos recebeu entre a lista de 20 clubes foi o Genoa (358 milhões de euros ou R$ 1,71 bilhão).

Manchester City o que mais tomou "prejuízo"

Gabriel Jesus é uma das contratações do Manchester City nos últimos dez anos
Reprodução/Twitter/premierleague
Gabriel Jesus é uma das contratações do Manchester City nos últimos dez anos

O estudo do CIES também apontou quais clubes mais lucraram e também fecharam esses últimos dez anos no vermelho. O o maior balanço negativo entre as cinco grandes ligas foi também City, com prejuízo de 1,032 bilhão de euros (R$ 4,95 bilhões).

Leia também: Griezmann questiona Fifa por ausência entre os três melhores do mundo

Ao contrário do Manchester City , o Monaco teve um balanço positivo em 289 milhões de euros (R$ 1,38 bilhão). Por fim, o estudo mostra também que as maiores transferências aconteceram no mercado de verão e que a Premier League representou 37,4% de todo gasto ao longo dos últimos dez anos.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.