Tamanho do texto

Em entrevista, o atacante sueco se colocou como uma Ferrari e afirmou que o treinador espanhol não soube fazer o bom uso da máquina que tinha

Ibrahimovic e Guardiola trabalharam juntos no Barcelona entre 2009 e 2010
Divulgação
Ibrahimovic e Guardiola trabalharam juntos no Barcelona entre 2009 e 2010

Zlatan Ibrahimovic adicionou mais um capítulo para seu conflito com o treinador Pep Guardiola . Em entrevista para a ESPN Internacional, o sueco deu declarações polêmicas sobre o período que trabalharam juntos no Barcelona entre 2009 e 2010.

Leia também: Ibrahimovic brilha nos EUA e diz: "Se chegasse há 10 anos, seria o presidente"

Atualmente no Los Angeles Galaxy, Ibrahimovic , que nunca fez questão de esconder sua autoestima muito elevada, sem classificou como uma Ferrari, e alegou que o técnico espanho, fez mau uso do véiculo.

“Quando me compram, compram uma Ferrari; e quando se tem uma Ferrari, se abastece com combustível ‘premium’, vai para a estrada e pisa no acelerador. Guardiola abasteceu a Ferrari com diesel e deu uma volta pelo campo. Se era isso que ele queria, devia ter comprado um Fiat”, completou o atacante.

Leia também: Robinho chama Ibrahimovic de "arrogante" e fala sobre Neymar no Real

O centroavante, de 36 anos, falou sobre como era o relacionamento entre os dois no cotidiano e a maneira que encontrou pra resolver o problema.

“Na segunda metade da temporada, foi um desafio para mim no Barcelona. Chegou a um momento que ele sequer falava comigo. Isso foi algo novo para mim. Eu não tinha qualquer problema com ele, por isso não me aborreci. Quando eu estava no Barcelona, pensei: ‘Se existe um problema, resolverei por você: vou embora. Não vou ficar aqui para te dar problemas, não sou deste tipo’. O problema é que ele não cansa de dizer aos jornais que os demais treinadores têm problemas comigo”, afirmou Ibra.

Ibrahimovic nega indisciplina

Zlatan Ibrahimovic comemora gol pelo PSG
Divulgação
Zlatan Ibrahimovic comemora gol pelo PSG

Para o sueco, os problemas não foram por indisciplina, ele inclusive relembrou que foi orientado por dois treinadores exigentes do ponto de vista disciplinar: Fabio Capello e José Mourinho.

Leia também: Julio Cesar revela atrito com José Mourinho: "Bati de frente com ele"

"Tive os treinadores mais duros do mundo. Trabalhei com Capello, que era uma máquina, tudo em volta da disciplina e respeito. E não tive qualquer problema, porque resolvíamos tudo. E tive Mourinho, que é conhecido por todo mundo, que não tolera nada. Mais uma vez, sem qualquer problema", finalizou Ibrahimovic .

    Leia tudo sobre: Futebol