undefined
Divulgação
Ibrahimovic e Guardiola trabalharam juntos no Barcelona entre 2009 e 2010

Zlatan Ibrahimovic adicionou mais um capítulo para seu conflito com o treinador Pep Guardiola . Em entrevista para a ESPN Internacional, o sueco deu declarações polêmicas sobre o período que trabalharam juntos no Barcelona entre 2009 e 2010.

Leia também: Ibrahimovic brilha nos EUA e diz: "Se chegasse há 10 anos, seria o presidente"

Atualmente no Los Angeles Galaxy, Ibrahimovic , que nunca fez questão de esconder sua autoestima muito elevada, sem classificou como uma Ferrari, e alegou que o técnico espanho, fez mau uso do véiculo.

“Quando me compram, compram uma Ferrari; e quando se tem uma Ferrari, se abastece com combustível ‘premium’, vai para a estrada e pisa no acelerador. Guardiola abasteceu a Ferrari com diesel e deu uma volta pelo campo. Se era isso que ele queria, devia ter comprado um Fiat”, completou o atacante.

Leia também: Robinho chama Ibrahimovic de "arrogante" e fala sobre Neymar no Real

O centroavante, de 36 anos, falou sobre como era o relacionamento entre os dois no cotidiano e a maneira que encontrou pra resolver o problema.

“Na segunda metade da temporada, foi um desafio para mim no Barcelona. Chegou a um momento que ele sequer falava comigo. Isso foi algo novo para mim. Eu não tinha qualquer problema com ele, por isso não me aborreci. Quando eu estava no Barcelona, pensei: ‘Se existe um problema, resolverei por você: vou embora. Não vou ficar aqui para te dar problemas, não sou deste tipo’. O problema é que ele não cansa de dizer aos jornais que os demais treinadores têm problemas comigo”, afirmou Ibra.

Ibrahimovic nega indisciplina

undefined
Divulgação
Zlatan Ibrahimovic comemora gol pelo PSG

Para o sueco, os problemas não foram por indisciplina, ele inclusive relembrou que foi orientado por dois treinadores exigentes do ponto de vista disciplinar: Fabio Capello e José Mourinho.

Leia também: Julio Cesar revela atrito com José Mourinho: "Bati de frente com ele"

"Tive os treinadores mais duros do mundo. Trabalhei com Capello, que era uma máquina, tudo em volta da disciplina e respeito. E não tive qualquer problema, porque resolvíamos tudo. E tive Mourinho, que é conhecido por todo mundo, que não tolera nada. Mais uma vez, sem qualquer problema", finalizou Ibrahimovic .

    Leia tudo sobre: Futebol

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários