Tamanho do texto

Shiva N'Zigou confessou também ter praticado incesto com sua tia e sua irmã, além de ter mentido sua idade no início da carreira

Ex-jogador fez confissões chocantes sobre sua vida
Reprodução
Ex-jogador fez confissões chocantes sobre sua vida

O ex-jogador de futebol do Gabão, Shiva N'Zigou , com passagens no futebol francês, voltou ao noticiário após suas declarações, em uma cerimônia de confissão de uma igreja evangélica de seu país, serem divulgadas.

Leia também: Neymar usa redes sociais para se defender de críticas e "torcida contra"

Durante o evento, o ex-jogador confessou ser cúmplice do sacrifício de sua mãe em um ritual espiritual e a prática de incesto com sua irmã e sua tia, além de ter mentido sua idade durante a carreira.

Nas imagens obtidas pelo canal de televisão TV2Vie, em uma conversa de cinco minutos, Shiva N'Zigou contou todos seus pecados aos fiéis presentes na igreja.

Leia também: Série A da Itália homenageará as 43 vítimas fatais da queda do viaduto em Gênova

"Minha mãe está morta e quero confessar que ela foi sacrificada, assinei muitos contratos e meu pai queria todo o dinheiro para ele, ele me disse que ia matar minha mãe, eu recusei, mas ele fez mesmo assim. Ele fez isso para que seu espírito me ajudasse a avançar na minha carreira no futebol ".

 Na sequência, após dizer que mudou seu nome para Isaïe, o ex-jogador confessou outra história de seu passado: "Quando eu era mais jovem, tive relações duas vezes com minha tia. Também fiz isso com minha irmã, depois fui para a cama com um amigo. Logo tive relações também com um homem", finalizou.

O ex-jogador acumulou passagens por FC Nantes, FC Gueugnon e Stade de Reims
Reprodução
O ex-jogador acumulou passagens por FC Nantes, FC Gueugnon e Stade de Reims

Leia também: Primeira árbitra transgênero apita partida de futebol na Inglaterra

Além disso, o ex-jogador admitiu ter omitido cinco anos de sua idade no começo da carreira: “Tenho cinco anos a mais. Mentia sobre minha idade quando fomos para a França”, confessou. Shiva era conhecido como o jogador de futebol mais novo a marcar um gol na Copa Africana, com 16 anos, mas na verdade tinha 21.


    Leia tudo sobre: Futebol