Tamanho do texto

Em 2012, o francês Éric Abidal era zagueiro do clube catalão e por conta de um tumor no fígado, precisou de um transplante de órgão

Sandro Rosell foi presidente do Barcelona até o ano de 2014
Reprodução
Sandro Rosell foi presidente do Barcelona até o ano de 2014

Sandro Rosell presidiu o Barcelona entre os anos de 2011 e 2014. Seu nome já esteve envolvido em algumas polêmicas, mas nesta quarta-feira (4), o empresário voltou aos holofotes. O ex-presidente é acusado por tráfico de órgãos.

Leia também: Agentes oferecem egípcio Mohamed Salah ao Barcelona, diz jornal

De acordo com informações do jornal El Confirdencial , Rosell teria comprado um fígado para Eric Abidal no mercado negro no ano de 2012. Segundo a publicação, a Guarda Civil e a Polícia espanhola chegaram a interceptar ao menos quatro ligações telefônicas do ex-presidente do Barcelona .

Em uma das chamadas, Sandro Rossel teria admitido a compra do "fígado ilegal" e deixa a entender de que a doação do órgão por parte de um primo do ex-jogador Abidal teria sido uma invenção para evitar uma polêmica. Por conta de um tumor hepático, o ex-zagueiro francês precisou de um transplante de fígado em abril de 2012. Na ocasião, a imprensa esportiva afirmava que havia sido doação de um parente que vivia na França.

Leia também: "Neymar se arrependeu de ter saído do Barcelona", acredita dirigente espanhol

Abidal desmente notícia fígado ilegal

Éric Abidal, ex-jogador do Barcelona, atuou na Catalunha entre 2007 e 2013
Reprodução
Éric Abidal, ex-jogador do Barcelona, atuou na Catalunha entre 2007 e 2013

Em um comunicado, a Fundação Eric Abidal negou qualquer informação de que o fígado recebido teria sido adquirido no mercado negro . "Todo o processo do transplante foi feito de acordo com os procedimentos e protocolos estabelecidos. A fundação Eric Abidal lamenta que se coloque causa a honorabilidade de todos os implicados no processo, a quem Eric Abidal dedica grande admiração e deixa um enorme agradecimento, especialmente ao dador, o seu primo Gerard", afirmou em nota.

Leia também: "Mbappé queria ir para o Real Madrid ou para o Barça", garante técnico do PSG

Após a descoberta do tumor e uma intervenção cirúrgica, Abidal retornou aos gramados em agosto de 2011, como capitão do Barcelona . No entanto, em 2012, o tumor passa por um outro estágio e o jogador é obrigado a se afastar do esporte por um ano para a recuperação do tal transplante de fígado. Em 2013, ainda passou pelo Monaco e por fim, antes de se aposentar, pelo Olympiacos.