Tamanho do texto

De acordo com Noel le Graet, Didier Deschamps ficará no comando da seleção até 2020, quando seu contrato acaba. "Ele vai continuar até 2020"

Zinadine Zidane, ex-técnico do  Real Madrid , não assumirá a  seleção  francesa como era especulado. Pelo menos não por enquanto. É o que garante o presidente da Federação de Futebol da França, Noel le Graet. "Didier Deschamps tem contrato até 2020. Ele vai continuar até 2020" disse o mandatário à agência de notícias  Reuters .

Leia também: Despedida de Zidane dos jogadores do Real Madrid foi fria e via WhatsApp

Federação descarta Zidane na seleção francesa
Divulgação
Federação descarta Zidane na seleção francesa


Os torcedores franceses querem ver Zidane no comando da seleção, principalmente depois do pedido de demissão do francês do comando do Real Madrid depois da conquista da terceira Liga dos Campeões com o clube espanhol, mas o presidente destacou que nem chegou a abrir negociações com o ex-treinador do Real Madrid.

Leia também: Felipão é um dos principais nomes para ocupar a vaga de Zidane no Real Madrid

Vale lembrar que Zidane e Deschamps foram companheiros na Copa do Mundo de 1998, quando a anfitriã França venceu o Brasil por 3 a 0 e levou o título do Mundial para a casa.

Surpresa

Cristiano Ronaldo e Zidane após conquistar título da Champions
Reprodução/Twitter
Cristiano Ronaldo e Zidane após conquistar título da Champions


Na semana passada, Zinadine Zidane surpreendeu ao anunciar sua saída do Real em anuncio feito  em uma entrevista coletiva concedida no próprio clube ao lado do presidente Florentino Pérez. "Eu tomei a decisão de não continuar como técnico do Real Madrid", disse ele aos jornalistas. "É um momento estranho, mas esse time precisa de uma mudança para continuar vencendo, precisa de outro discurso, outra metodologia de trabalho. E é por isso que tomei essa decisão", completou o francês.

"Depois de três anos, é uma decisão minha, e posso errar, mas acho que é o momento. Não vejo de forma clara que vamos seguir ganhando. Não vejo as coisas claras como eu quero. Chega um momento que se diz que é melhor mudar para não seguir e fazer besteiras", pontuou.

Leia também: Zidane surpreende e anuncia saída do Real Madrid: "Decisão minha, e posso errar"

Florentino Pérez, que esteve sentado ao lado de Zidane durante o anúncio, não escondeu que estava surpreso com a decisão tomada. Em toda gestão do presidente, o francês é o primeiro técnico a deixar o clube espanhol sem ser demitido, mas sim por vontade própria


    Leia tudo sobre: Futebol