Tamanho do texto

Experiente goleiro e outros dois ex-jogadores do Napoli foram denunciados pela justiça desportiva da Federação Italiana de Futebol

O goleiro do Napoli e que disputará a Copa do Mundo de 2018 com a Espanha, Pepe Reina, e outros dois ex-jogadores do clube vice-campeão italiano, Paolo Cannavaro e Salvatore Aronica, foram denunciados pela justiça desportiva da Itália por ligações com supostos integrantes da máfia Camorra, bastante atuante em Nápoles.

Leia também: Arsenal estuda ter Unai Emery para substituir Wenger como treinador da equipe

Convocado à Copa, Pepe Reina é denunciado por ligação com a máfia italiana
Reprodução
Convocado à Copa, Pepe Reina é denunciado por ligação com a máfia italiana

O caso é fruto de um inquérito da Direção Distrital Antimáfia (DDA), cujas informações foram repassadas ao procurador da Federação Italiana de Futebol (Figc), Giuseppe Pecoraro, que decidiu deferir o experiente goleiro Reina e mais dois.

Cannavaro atua como colaborador técnico do Guangzhou Evergrande, comandado pelo seu irmão, Fabio Cannavaro, enquanto Aronica estuda para se tornar treinador.

Segundo a denúncia da Figc, Reina, goleiro titular do Napoli, teria mantido "relações inoportunas de amizade, concretizadas em férias e disponibilidade de uso de carros de alta cilindrada de propriedade de Gabriele Esposito", empreendedor já condenado por associação camorrista. Além disso, o arqueiro espanhol teria facilitado a entrada de Esposito em áreas reservadas do Estádio San Paolo, em Nápoles.

Leia também: Há quase dois anos sem jogar, Santi Cazorla anuncia saída do Arsenal

Cannavaro, jogador do Napoli entre 2006 e 2014, teria tentado vender um relógio de US$ 400 mil, mas de procedência duvidosa, e teria conseguido ingressos para pessoas ligadas ao clã Lo Russo, também da Camorra.

Já Aronica, atleta azzurro entre 2008 e 2013, também teria mantido relações próximas com Gabriele Esposito e seus irmãos. A Procuradoria da Figc ainda denunciou três funcionários do Napoli: o gerente de equipe Giovanni Paolo De Matteis, o responsável pela bilheteria Luigi Cassano e o diretor comercial Alessandro Formisano.

Este último teria se comprometido a permitir que Giuseppe Esposito, irmão de Gabriele, usasse a marca Napoli, projeto que não foi adiante. O clube azzurro, o Sassuolo e o Palermo, para onde Cannavaro e Aronica se transferiram, respectivamente, também foram denunciados.

Leia também: Presidente acaba com rumores sobre futuro de Neymar no PSG

Carreira

Hoje com 35 anos, Pepe Reina vai disputar sua quarta Copa do Mundo com a seleção da Espanha. Ele começou a carreira no Barcelona, mas foi no Liverpool, de 2005 a 2014, que se destacou, conquistando, inclusive, a Liga dos Campeões de 2005. Jogou ainda no Bayern de Munique antes de ir para o Napoli, onde está desde 2015.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas