Tamanho do texto

Uefa aprovou algumas alterações na competição e que já valem para a próxima edição. Liga Europa também recebe as novidades

Liga dos Campeões terá novidades a partir da próxima temporada
Reprodução / Uefa
Liga dos Campeões terá novidades a partir da próxima temporada

A Uefa anunciou nesta terça-feira algumas novidades na Liga dos Campeões da Europa, que serão implementadas a partir da próxima temporada, a de 2018/2019. Essas mudanças valem também para as outras duas competições da entidade: Liga Europa e Supercopa da Europa.

Leia também: David Beckham quer CR7, Zidane e Rooney para estreia do seu time na MLS

A principal alteração é na questão da inscrição de novos jogadores. Os clubes poderão incluir três atletas a partir da fase de mata-mata da Liga dos Campeões e dos outros torneios sem qualquer restrição. Se essa nova regra já estivesse valendo, por exemplo, Philippe Coutinho poderia jogar pelo Barcelona na Champions, mas está impedido porque já atuou pelo Liverpool na fase de grupos.

Leia também: Ronaldinho finalmente explica gol contra Inglaterra: "Não era para a bola ir lá"

Outra novidade será no banco de reservas dos times. Também nas fases finais das três competições, os técnicos poderão levar 23 jogadores para o gramado, sendo 11 titulares e 12 suplentes. Hoje são permitidos apenas 18, ficando sete deles como opção no banco.

Leia também: Jogador salva companheiro de equipe inconsciente após colapso; assista vídeo

Por fim, a Uefa anunciou também mudanças nos horários base das partidas da Liga dos Campeões. Os jogos que sempre começavam às 20h45 (no horário europeu) passaram para 21h00 - ou seja, 15 minutos mais tarde. Foi introduzido também o horário alternativo de 17h55 para alguns duelos da fase de grupos.

Mais grana

A partir da próxima temporada, a Champions pode render ainda mais dinheiro para os times participantes. De acordo com informações do jornal "Mundo Deportivo", a Uefa e a ECA (Associação dos Clubes Europeus) entraram em um acordo para os anos de 2018 a 2021. Assim, vai redistribuir os lucros da competição após o aumento da arrecadação.

Da temporada anterior para a atual, a Liga dos Campeões arrecadou 1,1 bilhão de euros a mais, o equivalente a cerca de R$ 4,5 bilhões. O total do lucro da competição foi de 3,4 bilhões de euros, ou seja, R$ 13,9 bilhões. Assim, desta quantia, 1,9 bilhão de euros (R$ 7,7 bilhões) vão ser destinados aos clubes participantes, tendo aumento de 500 milhões (R$ 2 bilhões) se comparados às últimas três temporadas.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.