Tamanho do texto

Atacante deve ficar de molho até maio, perto do Mundial da Rússia, podendo até jogar a decisão da Champions League, caso o PSG chegue até lá

Neymar machucou o tornozelo e ainda sofreu uma fissura no pé direito
Reprodução
Neymar machucou o tornozelo e ainda sofreu uma fissura no pé direito

Depois de ter confirmada uma entorse no tornozelo e uma fissura no quinto metatarso do pé direito, o atacante Neymar decidiu passar por cirurgia para corrigir a lesão de uma forma mais eficiente, colocando um pino no local - com isso, o tempo de recuperação aumenta e o jogador só retorna aos gramados em maio, um mês antes da Copa do Mundo na Rússia.

Leia também: PSG cogita trocar Mbappé por Coutinho para satisfazer Neymar, diz jornal

De acordo com o diário espanhol AS, fontes próximas a Neymar revelaram que o atleta não quer arriscar sua performance no Mundial e teria pedido a intervenção cirúrgica. Focado na Copa, o atacante é ausência praticamente certa para o duelo de volta das oitavas da Liga dos Campeões diante do Real Madrid, que acontece na terça-feira que vem.

Leia também: Zidane lamenta por Neymar: "Nunca vou desejar que rival não jogue por lesão"

O camisa 10 do PSG  poderia jogar as últimas três rodadas do Campeonato Francês e, caso o clube consiga avançar na Champins, Neymar estaria apto a partir da segunda partida das semifinais e, consequentemente, da decisão da competição, marcada para o dia 26 de maio.

Leia também: Ronaldinho exalta Neymar na seleção brasileira: "É o nosso maior ídolo"

Ainda segundo a publicação, a lesão é semelhante à que o Gabriel Jesus sofreu fazer no ano passado, atuando pelo Manchester City, da Inglaterra.

A lesão

O atacante brasileiro se machucou na vitória por 3 a 0 do PSG sobre o Olympique de Marselha, no domingo, pelo Campeonato Francês. Ele torceu o tornozelo sozinho, aos 34 minutos do segundo tempo, quando o time da casa já vencia o clássico por três gols de diferença.

Neymar sente lesão em jogo do PSG
Reprodução
Neymar sente lesão em jogo do PSG

O treinador Unai Emery e o dono do PSG , Nasser Al-Khelaifi, demonstraram bastante preocupação no momento da lesão e após o jogo. O craque foi um dos destaques dentro de campo durante a partida, participando ativamente do segundo tento e dando assistência para Cavani marcar o terceiro e fechar o placar.

Contra o Real Madrid, o PSG precisa reverter a derrota por 3 a 1 na partida de ida para se classificar para as quarta de final da Liga dos Campeões. Se a missão já era dificil com Neymar, imagina sem ele.

    Leia tudo sobre: Futebol