Tamanho do texto

Unai Emery pode estar com os dias contados no Paris Saint-Germain caso não consiga cumprir um objetivo; clube já tem até um substituto para o cargo

Unai Emery, treinador do Paris Saint-Germain, e Neymar
Reprodução
Unai Emery, treinador do Paris Saint-Germain, e Neymar

Treinador do Paris Saint-Germain desde junho de 2016, Unai Emery tem um objetivo à cumprir para poder permanecer no comando da equipe francesa. De acordo com o site Le10Sport , o ex-jogador espanhol vai ser demitido se o time da capital da França não chegar às semifinais da Liga dos Campeões 2017/18. Além disso, caso a missão não seja completada com sucesso, ele já tem até um novo substituto.

LEIA TAMBÉM: Clube russo quase contratou Neymar por 10 milhões de euros, mas o achou "frágil"

Segundo as informações da publicação, Zinédine Zidane seria o principal alvo para entrar no lugar de Emery e comandar o PSG. No entanto, o site ainda alega que caso o atual treinador chegue à semi da Champions League, sua renovação acontece de forma automática. Assim, o espanhol permanece na próxima temporada do futebol europeu.

LEIA TAMBÉM: Neymar deixa adversário no vácuo, é criticado e rebate: "Futebol está chato"

Tensões na França

De acordo com o conceituado jornal L'Équipe , os métodos de de trabalho de Emery não se encaixam com a maneira de pensar do presidente do clube, o catari Nasser Al-Khelaïfi, que tem claro na cabeça que o PSG precisa de uma mudança de ar para buscar seus objetivos na temporada.

Não só isso, há ainda os rumores de desentendimentos com Neymar . Segundo o Le Parisien , brasileiro não teria ainda aderido aos métodos do técnico. O brasileiro não teria gostado quando, durante um treino dois dias antes de um clássico, foram recomendados para treinar pontos específicos, ao invés de um jogo com a bola. Aos amigos mais próximos, o camisa 10 teria deixado claro sua insatisfação com o Emery.

LEIA TAMBÉM: "Neymar não vai para o Real. Coloco a minha mão no fogo", garante diretor do PSG

Um outro ponto que pesa para o camisa 10 é não ter tratamento diferenciado. Apesar de inúmeras regalias que recebe do Paris Saint-Germain , o ex-Barça sente que o treinador o trata como um atleta comum e não se sente reconhecido pelo seu status de ídolo do futebol mundial.

Recentemente, a saída de Lucas Lima da equipe também relacionou o nome do treinador. O Le Parisien informou que Unai Emery , desconfiava que ele era um dos informantes que divulgava os bastidores da equipe aos jornalistas. Segundo o jornal, Lucas era uma das pessoas que ajudava os tablódes a ter o conhecimento da relação entre Neymar e Cavani, por exemplo.

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Leia tudo sobre: futebol

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.