Tamanho do texto

Esses jogadores foram contratados por clubes ingleses após apresentarem bom futebol, mas na Terra da Rainha não conseguiram corresponder; confira

O Campeonato Inglês é considerado um dos mais importantes e melhores do mundo. Lá estão clubes milionários, acontecem contratações badaladas e em quase todas as rodadas há um jogo emocionante. Por este motivo, a Inglaterra é um dos destinos preferidos dos atletas de futebol.

Leia também: Arsenal desiste e Malcom fica próximo de reforçar o Tottenham, diz TV

Entretanto, muitos deles chegam com status de craque e com muita expectativa, mas não rendem o que era esperado. Por este motivo, o site inglês FourFourTwo publicou uma lista de 11  contratações que não vingaram como o prometido.

1- Sergei Rebrov (Tottenham e West Ham)

Sergei Rebrov jogou no Tottenham e no West Ham
Reprodução
Sergei Rebrov jogou no Tottenham e no West Ham

Meia ucraniano, Rebrov começou no Shakhtar Donetsk, mas fez sucesso no Dínamo de Kiev. Foram oito anos no clube e 93 gols marcados em 189 partidas. Seu ótimo desempenho chamou a atenção do Tottenham e ele foi contratado por 11 milhões de libras (R$ 49 milhões), valores altos para a época.

No Spurs, no entanto, o meio-campista não rendeu e fez apenas dez gols em 60 jogos em dois anos de clube. Foi emprestado ao Fenerbahce por dois anos e voltou para o West Ham, onde jogou 27 vezes e fez apenas um gol. Voltou para a Ucrânia e se aposentou aos 35 anos, em 2009.

2- Kleberson (Manchester United)

Kleberson e Cristiano Ronaldo foram apresentados juntos no Manchester United, mas brasileiro não foi bem
Reprodução
Kleberson e Cristiano Ronaldo foram apresentados juntos no Manchester United, mas brasileiro não foi bem

Peça importante na conquista do pentacampeonato da seleção brasileira em 2002, Kleberson chamou a atenção do Manchester United e foi contratado em 2003 por 6,5 milhões de euros (R$ 25 milhões). Sua apresentação foi junto com Cristiano Ronaldo, sendo que o brasileiro era o mais importante na ocasião.

Ele permaneceu duas temporadas no futebol inglês e não rendeu. Foram apenas 30 jogos e dois gols. Foi vendido ao Besiktas, da Turquia e passou ainda por Flamengo, Atlético Paranaense (onde foi revelado) e Bahia. Nos Estados Unidos, se aposentou em 2017, aos 38 anos.

3- Shevchenko (Chelsea)

Shevchenko jogou muito bem no Milan, mas no Chelsea não rendeu o esperado
Reprodução
Shevchenko jogou muito bem no Milan, mas no Chelsea não rendeu o esperado

Após brilhar no Milan, o ucraniano foi contratado por 30 milhões de libras (R$ 133 milhões) em 2006 e foi considerado um presente de Roman Abramovich para José Mourinho, então técnico do Chelsea.

Shevchenko, porém, não vingou e fez apenas nove gols em 47 jogos. Em 2008, voltou ao Milan por empréstimo. Hoje técnico da seleção ucraniana, se aposentou no Dínamo de Kiev em 2012.

4- Tomas Brolin (Leeds e Crystal Palace)

Tomas Brolin foi contratado pelo Leeds em 1995 após jogar bem na Copa de 1994
Reprodução
Tomas Brolin foi contratado pelo Leeds em 1995 após jogar bem na Copa de 1994

O sueco se destacou na Copa do Mundo de 1994 e foi contratado pelo Leeds em 1995 com todos colocando muitas fichas em seu futebol. Sua passagem, porém, foi marcada por lesões e atuações ruins e ele fez apenas quatro gols em 20 jogos.

Jogou rapidamente no Crystal Palace em 1998, mas também não vingou: 13 partidas e nenhum gol. Aos 29 anos, por conta das muitas contusões, se aposentou.

5- Andy Van der Meyde (Everton)

Andy Van der Meyde não foi bem no Everton
Reprodução
Andy Van der Meyde não foi bem no Everton

Van der Meyde fez uma boa Eurocopa em 2004 pela Holanda e por isso chamou a atenção do Everton, que o contratou por 2 milhões de libras (R$ 9 milhões). Mas no seu primeiro clássico contra o Liverpool, o meia foi expulso e desagradou os Toffees.

Leia também: Fernandinho renova com o Manchester City até 2020: "O desafio continua"

O holandês fez apenas 20 partidas em quatro anos e não marcou nenhum gol e por isso foi negociado com o PSV, da Holanda, em 2009. Certa vez em entrevista à BBC, o jogador disse que teve problemas extracampo durante sua passagem na Inglaterra.

6- Juan Sebastián Verón (Manchester United e Chelsea)

Verón jogou no Manchester United e no Chelsea, mas não foi bem em nenhum dos dois
Reprodução
Verón jogou no Manchester United e no Chelsea, mas não foi bem em nenhum dos dois

O argentino foi contratado pelo Manchester United junto a Lazio em 2001 por 21 milhões de libras (R$ 93 milhões), recorde na época. Muita gente questionou se o volante iria se encaixar no estilo de jogo da Premier League e, apesar de Alex Ferguson rechaçar isso durante a apresentação, o tempo mostrou que a imprensa estava certa.

Ele fez 51 jogos em duas temporadas, marcou sete gols e foi emprestado ao Chelsea. Em Londres, jogou somente 14 vezes e fez um gol somente em quatro temporadas e voltou para a Itália em 2004.

7- Wiston Bogarde (Chelsea)

Winston Bogarde jogou no Chelsea de 2000 a 2004, mas pouco fez
Reprodução
Winston Bogarde jogou no Chelsea de 2000 a 2004, mas pouco fez

Depois de jogar no Barcelona, o meio-campista holandês foi contratado pelo Chelsea em 2000. Quando Claudio Ranieri chegou ao comando do clube, ele ficou de lado. Posteriormente, ele revelou, em entrevista ao The Guardian, que o próprio clube londrino impediu que ele fosse emprestado a outra agremiação.

Foram quatro temporadas na Inglaterra, com apenas nove jogos e zero gols. Aos 34 anos, Bogarde se aposentou após encerrar seu contrato com os Blues.

8- Steve Marlet (Fulham)

Francês Steve Marlet jogou no Fulham, mas não rendeu
Reprodução
Francês Steve Marlet jogou no Fulham, mas não rendeu

Revelado pelo Red Star F.C, da França, o atacante chegou ao Fulham em 2001, que era treinado por Jean Tigana, ex-jogador da seleção francesa. Por conta da negociação, o então dono do clube, Mohamed Al-Fayed, processou o técnico.

Foram duas temporadas no clube londrino e, em 54 partidas, o francês fez apenas 11 gols, sendo emprestado ao Olympique de Marseille em 2003.

9- Roberto Soldado (Tottenham)

Roberto Soldado jogou bem na Espanha, mas no Tottenham não fez praticamente nada
Reprodução
Roberto Soldado jogou bem na Espanha, mas no Tottenham não fez praticamente nada

Soldado chamou a atenção do Tottenham depois de jogar muito bem no Valencia. Ele chegou a Londres por 26 milhões de libras (R$ 115 milhões) em 2013 como um possível substituto de Bale, que saiu rumo ao Real Madrid.

Sua estreia foi boa, com gol em duelo contra o Crystal Palace, o que animou a torcida dos Spurs. Mas, na sequência, ele decepcionou. Foram apenas sete gols em 52 partidas. Em 2015, voltou à Espanha para jogar no Villarreal por 10 milhões de libras (R$ 44 milhões).

10- Falcao Garcia (Manchester United e Chelsea)

Falcao Garcia é artilheiro por onde passa, menos no Chelsea e no Manchester United
Reprodução
Falcao Garcia é artilheiro por onde passa, menos no Chelsea e no Manchester United

O atacante colombiano se destacou no Porto, Atlético de Madri e Monaco e foi emprestado ao Manchester United em 2014 com um salário de 285 mil libras por semana (R$ 1,2 milhão). Entretanto, ele não correspondeu e fez apenas quatro gols em 29 jogos, transferindo-se para o Chelsea em 2015. Nos Blues, ele fez apenas um gol em dez partidas e voltou ao Monaco posteriormente, onde permanece até então e vive boa fase novamente.

11- Alberto Tarantini (Birmingham)

O argentino Alberto Tarantini jogou no Birmingham após ser campeão do mundo, mas em solo inglês ele não foi bem
Reprodução
O argentino Alberto Tarantini jogou no Birmingham após ser campeão do mundo, mas em solo inglês ele não foi bem

Destaque do Boca Juniors, Tarantini conquistou a Copa de 1978 com a Argentina e o Birmingham o contratou por 295 mil libras (R$ 1,3 milhão). A diretoria acreditava que ele jogaria bem assim como seus companheiros de seleção Ardiles e Ricky Villa, que estavam no Tottenham.

Leia também: Chegada de Alexis Sánchez no Manchester United fecha as portas para CR7

O zagueiro, porém, não foi bem. Certa vez, ele invadiu a arquibancada para agredir um torcedor da equipe. Foram apenas 23 jogos e um gol marcado e por isso ele é uma das contratações que decepcionaram no Campeonato Inglês.

    Leia tudo sobre: futebol