O ano de 2017 terminou de forma trágica no futebol mexicano, mais especificamente nas ligas semi-amadoras do país. O árbitro José Valdemar Hernández Capetillo não resistiu aos graves ferimentos que sofreu na cabeça após apanhar de um jogador dentro de campo e morreu depois de ficar uma semana internado em coma.

Leia também: Jogador sofre queimadura de 1º grau após soltar fogos na virada do ano

undefined
Facebook

Árbitro José Valdemar Hernández Capetillo (à esquerda) morreu após apanhar em campo

Tudo começou quando o árbitro mexicano mostrou cartão vermelho ao atleta Nilton Márquez Tepatlan, que ficou indignado com a sua expulsão e acertou uma violenta cabeçada em Capetillo. De imediato, o juiz caiu inconsciente no gramado e foi levado às pressas para o hospital da cidade de Xalapa, capital do estado de Veracruz.

Revolta e comoção

De acordo com a AMA (Associação Mexicana de Árbitros), sua morte foi confirmada no último dia 30 de dezembro e causada por conta de um traumatismo cranioencefálico.

Leia também: Ex-jogador inglês é condenado por dirigir embriagado e urinar em viatura

Você viu?

A entidade avisou, através de uma nota oficial divulgada no Twitter, que está tomando as devidas atitudes para se fazer justiça e se mostrou indignada com a situação violentas que os juízes do país passam no México, principalmente em partidas que não são profissionais.

Leia também: Toni Kroos pode deixar o Real Madrid para facilitar a chegada de Neymar

"Devemos erradicar esses tipos de fatos do futebol, não podemos seguir permitindo que agridam as pessoas que a única coisa que fazem é entrar no terreno de jogo para se fazer justiça em campo", disse a associação que defende o árbitro do futebol mexicano.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários