Tamanho do texto

Mulher do ex-Atlético-PR denunciou o marido por tentativa de homicídio; segundo Andreia, jogador teria tentado matá-la na frente dos filhos

Lucho González e Andreia se casaram em 2014 e são pais de Matteo
Reprodução
Lucho González e Andreia se casaram em 2014 e são pais de Matteo

Andreia da Silva Marques González e Lucho González estão juntos desde o ano de 2009. No entanto, a esposa do meia está o acusando de tentativa de homicídio. Segundo a mulher, o jogador tentou matá-la neste último 8 de dezembro, na cidade de Curitiba, quando ele ainda defendia o Atlético-PR.

LEIA TAMBÉM: Lutador de MMA dá mata-leão e agride noiva após discussão; veja fotos

A denúncia foi feita ao site Record , de Portugal e no relato, a esposa afirma que o atleta tentou matá-la na frente dos filhos. "O meu marido, Lucho González , tentou me matar . Discutimos e ele tentou me matar. A partir daí, ele esvaziou a casa, tirou todas as joias e valores, o dinheiro das contas, bloqueou todos os meus cartões, roubou dinheiro até das funcionárias", disse Andreia.

"Ele tentou me asfixiar e cortou meus pulsos, pendurou-me na varada e chamou os meus filhos para me ver cair na varanda. As empregadas chamaram à razão e ele me puxou da varanda, porque embaixo tinha o pátio onde estavam os meus filhos brincando com os cachorros. E começou a gritar: 'Vou te matar, vou te matar'", contou.

De acordo com o Jornal de Notícias , o relacionamento com Andreia teve início em 2009 e juntos, tiveram um filho, Matteo. No entanto, o jogador argentino já possuía outros dois filhos, fruto de um antigo casamento com a ex-mulher Pamela: Rámon e Tomás.

LEIA TAMBÉM: Ex-jogador é encontrado morto dentro de porta-malas de carro

Saída do Atlético-PR

Lucho González está sendo acusado pela esposa de tentativa de homicídio
Reprodução
Lucho González está sendo acusado pela esposa de tentativa de homicídio

Aos 36 anos de idade, o meia argentino chegou ao Atlético-PR em setembro de 2016, mas não teve seu contrato estendido com o clube brasileiro, que ia até o dia 31 de dezembro de 2017. Em nota, o time do Paraná agradeceu os serviços do jogador no período em que defendeu a equipe.

"O CAP agradece publicamente todo o empenho, trabalho, comprometimento, dedicação e profissionalismo de Lucho em todo o período em que esteve no Clube. Lucho é um atleta exemplar, que deixa um legado para todos os atletas e profissionais do Clube que tiveram o privilégio de trabalhar e conviver ao seu lado", disse o clube em comunicado.

LEIA TAMBÉM: Briga sangrenta entre torcedores marca maior clássico da Sérvia; imagens fortes

Revelado pelo Huracán, Lucho González teve passagens pelo River Plate, Porto, Marselha e Al-Rayyan, do Catar. Quanto ao fim do vínculo com o time brasileiro, Andreia ainda fez relação com a tentativa de homicídio . "Expulsaram ele porque sabiam que isto era um escândalo", disse.

    Leia tudo sobre: futebol