Tamanho do texto

Confirmação do corte veio ainda na madrugada desta quinta-feira; agora, o técnico Tite deve definir quem será o substituto do atacante na competição

Neymar chorando
Ricardo Botelho/Brazil Photo Press/Agencia O Globo
Atacante recebeu forte entrada durante amistoso contra o Catar nesta quarta-feira

A seleção brasileira não contará com Neymar na disputa da Copa América. Segundo informações da CBF, um exame realizado na madrugada desta quinta-feira (6) confirmou que o camisa 10 sofreu uma ruptura ligamentar no tornozelo direito e não se recuperará a tempo de disputar o torneio.

Leia também: Repórter Mauro Naves é afastado da TV Globo por envolvimento no caso Neymar

A lesão aconteceu logo no início do amistoso contra o Catar , vencido pela seleção brasileira por 2 a 0. Neymar recebeu forte entrada aos 16 minutos do primeiro tempo e deixou o gramado do Mané Garrincha chorando e amparado por integrantes da comissão técnica.

Mais cedo, o técnico Tite chegou a afirmar que esperaria até o último minuto pelo retorno de seu principal jogador. Porém, a espera foi em vão: coube ao médico Rodrigo Lasmar confirmar a gravidade da lesão e informar que Neymar não conseguiria se recuperar para a disputa da competição.

De acordo com a imprensa francesa, o atleta pode ser baixa também no PSG nas primeiras partidas da equipe na próxima temporada, ficando fora por pelo menos seis semanas.

"Quando falamos de um estiramento do ligamento do tornozelo, são três semanas de imobilização. Mas se houver uma ruptura, o período de parada é pelo menos seis semanas. A opção cirúrgica é mais rara, e só diz respeito a casos de entorse muito graves", disse Alain Simon, médico que trabalhou no Paris Saint-Germain e na seleção francesa, ao 'Le Parisien'.

Se ficar ausente no tempo mínimo estipulado de seis semanas, o brasileiro voltaria aos gramados a tempo de participar da pré-temporada no PSG. Caso a lesão exija mais tempo de recuperação, o atleta deve perder os primeiros jogos.

Em entrevista ao 'L'Equipe', o médico disse que só percebeu depois que a lesão de Neymar havia sido bem perto do metatarso do pé direito, onde o jogador já sofreu outras contusões. "É, portanto, uma questão de ver nas imagens se esta nova lesão não refletiu no quinto metatarso. Se for assim, uma cirurgia será inevitável. E aí a indisponibilidade pode ir até quatro meses", comentou Simon.

Com o corte, Tite deve agora começar a pensar em quem será o substituto de Neymar no torneio. Entre os possíveis nomes, aparecem Lucas Moura , que fez boa campanha com o Tottenham na última temporada, e Viníciu Jr ., que impressionou em seu primeiro ano no Real Madrid.

Leia também: Real ou "fake"? Lesão de Neymar no amistoso entope a web de reações da torcida

    Leia tudo sobre: futebol