Empate por 0 a 0 garantiu o Santos nas semifinais do Campeonato Paulista
Ivan Storti/Santos FC
Empate por 0 a 0 garantiu o Santos nas semifinais do Campeonato Paulista

Na noite desta terça-feira, o Santos abriu a disputa dos jogos de volta das quartas de final do  Campeonato Paulista  visitando o Red Bull Brasil no Moisés Lucarelli. Com a vantagem conquistada na partida de ida no Pacaembu, o Peixe soube cadenciar o ímpeto do adversário, sofreu poucos sustos e segurou o empate por 0 a 0.

Leia também: Clubes europeus se reúnem e confirmam boicote ao novo Mundial de Clubes

Ao longo dos dois tempos, o Santos , inclusive, foi a equipe que teve as melhores chances. Jean Mota, Eduardo Sasha, Carlos Sánchez e Pituca tiveram oportunidades de tirar o zero do placar, mas acabaram parando no goleiro Júlio César, um dos destaques do Red Bull .

Com o placar agregado das duas partida, o Peixe garantiu vaga na próxima fase da competição e agora espera os resultados dos jogos desta quarta-feira, entre Corinthians e Ferroviária e São Paulo e Ituano, para descobrir quem será seu próximo adversário.

Primeiro Tempo - Santos 0 x 0 Red Bull Brasil

Apesar de jogar com a vantagem de ter vencido o jogo de ida por 2 a 0, o Santos partiu para cima do rival logo nos primeiros minutos da partida. Com um minuto, Eduardo Sasha parou no goleiro Júlio César. Na sequência, aos três, Sánchez bateu falta com perigo, assustando o arqueiro rival.

Aos nove, foi a vez de Jean Mota perder boa chance. Após cruzamento de Pituca pela esquerda, o artilheiro do Campeonato Paulista tentou mandar a bola para as redes com o peito, mas não conseguiu imprimir força e Júlio César fez defesa tranquila.

Depois da pressão inicial, o Peixe começou a cadenciar um pouco mais o jogo, ficando mais tempo com a bola. Ainda assim, proporcionava ao Red Bull algumas oportunidades, que explorava a costa dos laterais santistas. E foi só aos 26 que os mandantes tiveram a primeira boa chance, com Aderlan finalizando para fora após driblar dois rivais na entrada da área.

Leia também: Morre Rafael Henzel, jornalista sobrevivente do acidente da Chapecoense em 2016

Você viu?

Aos 28 minutos, dois lances incríveis quase tiraram o zero do placar, um para cada lado. Primeiro, Pituca subiu para cabecear e mandou no contrapé de Júlio César, que fez linda defesa e evitou o gol do Santos . Na sequência, o Red Bull puxou contra-ataque e mandou a bola na área. Porém, o atacante Deivid furou bisonhamente e desperdiçou a chance.

No minuto seguinte, uma falta mais forte de Osman em Sánchez causou uma pequena confusão em campo. O atacante do Red Bull tentou disputar uma jogada com o uruguaio e acabou acertando um chute no peito do rival. Por isso, recebeu o cartão amarelo.

Aos 36, o técnico Jorge Sampaoli foi forçado a mexer no time. Em lance de ataque do Red Bull , o zagueiro Gustavo Henrique sentiu lesão na coxa e precisou ser substituído por Luiz Felipe. Depois da mudança, as duas equipes até criaram algumas oportunidades, mas nada que levasse perigo. Assim, o jogo foi para o intervalo zerado.

Segundo Tempo - Santos 0 x 0 Red Bull Brasil

Para a etapa final, Sampaoli tentou mudar a situação da partida e colocou Rodrygo na vaga de Copete. O atacante, inclusive, foi o protagonista do primeiro lance de perigo do segundo tempo, ao pedir pênalti após receber entrada de Aderlan aos 10 minutos. Porém, tanto VAR quanto árbitro mandaram o jogo seguir.

Aos 17 minutos, o principal momento do Red Bull na partida. Osman fez bela jogada pela direita no ataque e soltou a bomba. A bola explodiu no travessão de Vanderlei e foi para fora. Quase a equipe do interior abriu o placar.

Depois disso, o técnico Antônio Carlos Zago até tentou fazer modificações no time, mas o déficit de dois gols pesava mais e mais conforme os minutos passavam. Como o resultado convinha para o Santos , os alvinegros também pouco tentavam agredir.

No fim, sem qualquer movimentação no placar, restou apenas aos torcedores do Santos comemorarem a classificação para a próxima fase do Campeonato Paulista . Já o Red Bull começa a pensar agora na disputa da Série B, quando a fusão com o Bragantino já terá sido efetivada.

Leia também: De virada, Brasil vence Rep. Tcheca em último amistoso antes da Copa América

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários