Jorge Jesus
Instagram
Jorge Jesus

O atacante André, que acaba de deixar oficialmente o Grêmio , revelou em entrevista ao jornal A Bola, não haver melhor treinador para a carreira de Everton Cebolinha, recém-contratado pelo Benfica, do que o ex-treinador do Flamengo, Jorge Jesus.

Em entrevista, o jogador também apontou as qualidades e como gosta de jogar o atacante brasileiro. "Everton gosta de jogar pela esquerda e desequilibra a qualquer momento. Tem um repertório incrível de drible e o ponto forte dele é a finalização. Faz muito golos. É muito bom no drible e na finalização. Com certeza, Jesus vai tirar mais dele. É um privilegiado por ter trabalhado com o Renato Gaúcho e agora com Jesus. O futebol europeu é diferente, por causa das questões táticas, mas não há treinador melhor para Cebolinha do que Jesus", apontou.

O jogador, que negou qualquer pedido de ajuda de Jesus para convencer Ceolinha a partir para o Benfica, ainda lembrou de uma história curiosa que passou com o técnico. "Todo o mundo sabe que ele cobra muito. No primeiro treino já me cobrou posicionamento. Disse que se continuasse a fazer as mesmas coisas não jogaria. Nunca. Ouvir aquilo no primeiro dia assusta. Depois percebemos que é um personagem", diz.

André, que há quatro anos jogou pelo Sporting, permanecendo por seis meses por lá, também lembrou do período que foi dirigido pelo técnico português.

"Foi uma experiência ótima. É um dos melhores treinadores do mundo. O cara entende muito do jogo, sabe ler o jogo, taticamente é muito forte e tira o melhor dos jogadores. Ter trabalhado com ele foi uma honra. Ele sabe tirar maior potencial dos jogadores. Cobra muito porque é um cara que quer vencer, gosta da perfeição, vive intensamente o futebol e é rigoroso diariamente", lembra.

Sobre o seu período em Portugal, diz que tem saudades. "Tenho muitas saudades do país. Não estive por muito tempo, mas foi marcante. Dessa experiência ficaram muitas amizades e o meu cão, que trouxe comigo para o Brasil", lembrou ele, que jogou contra Cristiano Ronaldo. "Jogar contra ele foi uma das minhas maiores experiências. Não há o que falar mais. Fizemos um grande jogo no Bernabéu (Sporting perdeu 1-2 com o Real Madrid). É uma competição enorme, todos os jogadores sonham jogar na Liga dos Campeões. E, digo sempre, arrepia quando ouvimos o hino de entrada".

    Veja Também

      Mostrar mais