De virada, Chapecoense bate o Red Bull Bragantino e garante primeiro triunfo no Brasileirão
Futebol Latino
De virada, Chapecoense bate o Red Bull Bragantino e garante primeiro triunfo no Brasileirão


Demorou, mas finalmente aconteceu. Na noite deste sábado, a Chapecoense surpreendeu o Red Bull Bragantino, em pleno Nabi Abi Chedid, pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mesmo saindo atrás no marcador com gol de pênalti marcado por Artur, o Verdão do Oeste, já na segunda etapa, foi buscar o empate com Mike e, praticamente no apagar das luzes, Anselmo Ramon garantiu a primeira vitória do clube na Série A em 2021.

Com o resultado, a equipe comandada por Maurício Barbieri estacionou na 4ª colocação com seus 35 pontos. Já o time comandado por Pintado, que comemorou muito o feito, chegou aos 10 pontos, porém ainda segurando a lanterna da competição.

CHAPECOENSE VAI PRA CIMA NO INÍCIO

Buscando seu primeiro triunfo na competição, a Chapecoense entrou determinada a dar um basta em sua má fase. Sendo assim, nos primeiros movimentos de jogo, não se intimidando ao jogar na casa do adversário, levou perigo em duas chances criadas com Bruno Silva e Anderson Leite, obrigando o goleiro Cleiton a mostrar serviço de imediato.

RED BULL MELHORA E ABRE A CONTAGEM

Passado o bom momento da equipe de Santa Catarina, os donos da casa passaram a administrar mais a posse de bola. Sendo assim, ganhando espaços em campo, chegou pela primeira vez com Eric Ramires, que emendou um bonito chute colocado passando muito próximo ao gol e, quase na sequência, outra vez o Braga teve a chance tirar o zero do placar desta vez com Gabriel Novaes, porém a bola também foi para fora.

Tentando manter o ritmo, apesar dos visitantes responderam na mesma moeda com Bruno Silva e Busanello, alguns lances depois, o árbitro, através de uma revisão do VAR, flagrou um toque de mão na bola do próprio Busanello dentro da área, com o lateral recebendo cartão amarelo na ocasião. Na cobrança, Artur cobrou no lado direito do camisa 1 para balançar as redes no Nabi Abi Chedid. 1 a 0 Red Bull.

MUDANÇAS DOS DOIS LADOS

Com os jogadores voltando para a etapa complementar, os dois treinadores então promoveram uma troca em suas respectivas equipes. Diferente de como foi na etapa inicial, o duelo foi de muito equilíbrio, sendo as melhores chances com Bruno Silva, pelo lado da Chape, enquanto Cuello, a favor dos donos da casa, por pouco não ampliou a vantagem em Bragança Paulista.

Você viu?

Na sequência, até meados dos 30, com o confronto tendo poucas oportunidades para os dois lados, novamente os comandantes resolveram recuar aos seus suplentes. Entre as substituições, Pintado visou o setor ofensivo colocando Anselmo Ramon no lugar de Perotti, enquanto Barbieri, não querendo ficar para trás, também decidiu aumentar seu poder de ataque colocando Ytalo e Helinho nos lugares de Emiliano Martínez e Artur, respectivamente.

CATARINENSES ENCONTRAM O GOL DE EMPATE E VIRA NO FIM

Após as mudanças, quem cresceu um pouco mais no jogo foi a Chape. E se deu bem. Aos 33 minutos, após Ravanelli jogar na área, Mike conseguiu antecipar a marcação e, de cabeça, mandou no ângulo sem chances para Cleiton. O placar apontava 1 a 1.

O tento de igualdade fez com que Verdão do Oeste crescesse no jogo. Sendo assim, após algumas tentativas, Anselmo Ramon, aos 49, aproveitando passe de Jordan depois de uma cobrança de falta de Ravanelli, mandou para o fundo das redes, virando e fechando o placar em 2 a 1 para alívio dos jogadores que vibraram com a primeira vitória.


FICHA TÉCNICA

RED BULL BRAGANTINO 1x2 CHAPECOENSE


Data e horário: 11/09/2021, às 19h (de Brasília)
​Local: Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (CBF-RJ)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (CBF-MS) e Márcia Bezerra Lopes Caetano (CBF-RO)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (CBF-RJ)

Cartões Amarelos: Busanello, 35'/1ºT; Weverton, 6'/2ºT; Praxedes, 44'/2ºT

Gols: Artur, 37'/1ºT (1-0); Mike, 33'/2ºT (1-1); Anselmo Ramon, 49'/2ºT (2-1)


RED BULL BRAGANTINO:
Cleiton; Weverton (Rafael Luiz, aos 21'/2ºT), Fabrício Bruno, Léo Ortiz e Edimar; Emiliano Martínez (Ytalo, aos 29'/2ºT), Eric Ramires e Vitinho (Praxedes, no intervalo); Artur (Helinho, aos 22'/2ºT), Gabriel Novaes e Cuello.
(Técnico: Maurício Barbieri)

CHAPECOENSE: Keiller; Matheus Ribeiro, Kadu, Jordan e Busanello; Alan Santos (Moisés Ribeiro, aos 22'/2ºT), Anderson Leite e Denner (Ravanelli, no intervalo); Mike (Fabinho, aos 42'/2ºT) Perotti (Anselmo Ramon, aos 22'/2ºT) e Bruno Silva (Geuvânio, aos 18'/2ºT.
(Técnico: Pintado).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários