Leandro Castan se pronuncia sobre episódio da camisa do Vasco
Reprodução/Instagram
Leandro Castan se pronuncia sobre episódio da camisa do Vasco

Leandro Castan, do Vasco, se pronunciou sobre um episódio polêmico ocorrido às vésperas da partida contra o Brusque, em junho, pela Série B. Na ocasião, o clube anunciou uma série de ações em apoio ao movimento LGBTQIA+, e entrou em campo com uma camisa nas cores do arco-íris, homenageando o movimento. O zagueiro  fez uma postagem bíblica em seu Instagram com o seguinte trecho "Sejam férteis, multipliquem-se e encham a terra".

Em sua primeira entrevista coletiva depois de muitos meses, nesta quarta-feira, o defensor foi questionado se ficou incomodado ou não com o uso da camisa alusiva à causa LGBTQIA+, e mostrou total insatisfação.

"Eu sou o primeiro a respeitar a instituição e o torcedor. Tenho gratidão pelo Vasco. No momento no qual expus o que acredito, quando eu fui, teoricamente, obrigado a usar uma camisa, acho que algumas pessoas não gostaram. Mas eu respeito a todos e também acho que tenho de ser respeitado", disse o zagueiro (veja na galeria abaixo fotos de Castan)


O zagueiro também fez questão de afastar qualquer tipo de briga com o atacante Cano. Nas redes sociais, após o jogo em questão, circulou a versão que houve uma discussão entre os dois em relação à homenagem feita pelo Vasco.

"Sei que tem gente que pega no meu pé, que fala que estou mal. Mas os números estão aí. Sou muito crítico. Teve um jogo nesta temporada que fui mal, o contra o São Paulo. Então, sei que parece que aquele jogo valeu por 20. Sei que tem relação com o episódio do Brusque. Ficou marcado para mim. Eu, como cristão, processando a minha fé, é aquilo que eu penso. Não ficou nenhum desconforto. Muitos falaram que teve problema comigo e com o Cano. Não tivemos. E, se tivemos, resolvemos no vestiário. Não sei que tipo de capitão as pessoas estão acostumadas".


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários