André
Reprodução
André

Dias após sua saída da TNT Sports , Alê Oliveira que se desentendeu nos últimos tempos com o narrador André Henning, seu ex-companheiro no canal.

Em entrevista ao podcast "Sistema Solari", ele disse que sua relação com o colega começou a desandar por divergências políticas e relacionadas à pandemia.

“Eu nunca falei isso, até porque eu não sabia que estava nesse nível, fiquei sabendo esses dias. Ele sempre foi o cara mais meu amigo na minha trajetória no Esporte Interativo, sempre. O Mauro Beting me deu muita força. Eu levei para lá o Guilherme Pallesi, o Rodrigo Rodrigues , que é o meu melhor amigo da minha vida no jornalismo. O André gosta das mesmas coisas que eu. Gosta de tomar uma, de resenha e tal. Eu sempre ficava com ele. Ele sempre foi o cara mais próximo de mim lá no Esporte Interativo”, iniciou Alê.

“Mas tem umas loucuras que eu não consigo entender, envolvendo o Rodrigo (Rodrigues) , envolvendo política. A gente entrou em uma discussão muito louca porque ele achava que eu tinha que ter um comportamento e eu achava que ele tinha que ir cuidar da vida dele. É muito fácil você julgar se você não está longe da sua filha, se você não tem sua carreira ameaçada, se você não perde o seu melhor amigo e se você não tem um montão de mentiras a seu respeito", comentou.

Segundo Alê, se ele tivesse ficado o tempo todo em casa durante a pandemia, "já tinha morrido". "Já tinha me jogado do meu apartamento ou dado um tiro na minha cabeça, por que eu não aguento. Porque é o meu trabalho, a minha filha, meu amigo. São as coisas que eu mais gosto nesse mundo. Então, o cara fala assim “fica em casa”, para ele é fácil. Ele não está passando por isso. Para ele é mole e fácil ficar em casa. Eu quis passar isso e ele não entendeu. Eu não vou concordar com ele porque ele é o André Henning e a gente não se falou mais”, completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários