Jobson comemora marca com a camisa do Santos
Instagram/Jobson
Jobson comemora marca com a camisa do Santos

Há dois anos, o volante Jobson era apresentado oficialmente no Santos. Realizando um sonho de criança, o atleta assinou com o Peixe por 5 anos após excelente passagem pelo Red Bull Brasil. Ao chegar no clube alvinegro, Jobson fez apenas 4 partidas no Campeonato Brasileiro em 2019 e com muito trabalho conquistou seu espaço e a titularidade em 2020.


Seu primeiro gol foi marcado em março, na vitória sobre o Defensa Y Justicia pela Libertadores e desde então, desencantou e teve méritos na boa temporada do Santos marcando também diante do São Paulo em vitória por 1 a 0. Jobson passou a ser titular absoluto sob o comando do técnico Cuca, atuando em 36 jogos, conquistando 20 vitórias, 6 empates e 10 derrotas, com 3 gols marcados.

Antes da grande final da Libertadores com o Palmeiras, o volante teve uma lesão grave o joelho que o impediu de realizar mais um de seus sonhos de disputar uma grande decisão com a camisa do Santos.  Se recuperando do rompimento do ligamento cruzado, o atleta está há quase 2 meses em tratamento intensivo, dois perídos no CT do Peixe, para que a transição seja saudável e o mais rápido possível. Pelo alvinegro praiano são 40 partidas oficiais, 3 gols marcados e uma assistência.

- Fico muito feliz em completar dois anos no Santos, realmente para mim é a realização de um sonho. Hoje não estou vivendo como eu gostaria, que era estar em campo honrando essa camisa, mas faz parte do futebol passar por dificuldades e sei que vou me recuperar bem voltar a atuar em breve. Eu considero o clube minha segunda casa, vivo isso aqui intensamente, vibro com meus companheiros, acompanho tudo mesmo de fora e eu sei que estava vivendo o melhor momento da minha carreira antes de machucar. Infelizmente não pude ajudar a equipe, mas sei que esses são os propósitos de Deus e vou voltar mais forte. Sigo agora sendo mais um torcedor apaixonado aqui de fora. Só tenho a agradecer a todos do clube pelo carinho durante esses dois anos e a torcida pelas mensagens de incetivo e apoio, vocês são minha família. Obrigado, Peixão – disse o volante.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários