Benítez comenta atual momento no Vasco
Reprodução
Benítez comenta atual momento no Vasco

Na partida contra o Palmeiras, o meia argentino Martín Benítez fez seu primeiro gol desde que conseguiu junto ao Independiente, da Argentina,  a prorrogação do seu contrato de empréstimo com o Vasco. Em entrevista à ESPN, o jogador, de 26 anos, falou sobre a identificação que construiu com o clube carioca, mesmo em tão pouco tempo, já que chegou ao Cruzmaltino em fevereiro de 2020.

- Para mim foi importante poder voltar porque tinha a sensação de que poderia ajudar o Vasco, tinha ido com uma tristeza e quando se está em uma equipe e convive com pessoas que já fazem parte da sua família, eu não gostei muito. É como uma revanche e, graças a Deus posso estar aqui e ajudar equipe e, como falei ao Luxemburgo no primeiro dia, vim para ser um jogador a mais. Se tenho que ir para o banco eu vou...se tenho que treinar o dobro também, mas sempre priorizando o Vasco, que é uma equipe muito grande - afirmou.



Ao lado de Germán Cano, Martín Benítez faz uma dupla argentina que tem sido decisiva para o Vasco dentro de campo. O atacante chegou ao Cruzmaltino, um mês anos do meia. De acordo com o Benítez, o centroavante o ajudou muito na adaptação ao clube carioca e ao Brasil.

- Convivência linda. Não só ele como nossa família, foi importante para minha adaptação, me ajudou muito no Brasil. E na minha primeira experiência fora da Argentina, ele foi muito importante e criamos uma amizade linda... e como 10 da equipe, tenho que criar as jogadas, meu trabalho é que ele possa fazer gols e, se ele faz gols com minha assistência, a equipe está fazendo o que tem que fazer e cada um fazendo sua função. Todo mundo sabe da qualidade do Germán, é um jogador que está nos ajudando muito, 50% gols do Vasco são dele, e tratamos de trabalhar para bola chegar nele e sabemos que e muito difícil o que ele faz, estou muito contente de jogar com ele", disse.

Quando retornou ao Brasil, Benítez se deparou com um novo treinador no Vasco. Antes de Luxemburgo, o argentino já havia trabalhado com Abel Braga, Ramon Menezes e com Ricardo Sá Pinto. O argentino falou da importância de Luxa no comando do clube carioca.

- Desde a chegada, (o Luxemburgo) foi importante para nós. O jogador necessita estar tranquilo da cabeça e poder receber confiança do treinador, e isso Luxemburgo está fazendo bem. Conhece o Vasco e todos jogadores que estão aqui. Minha primeira experiência com ele está sendo boa, cada dia me dando melhor com ele e sinto que é como um pai, como falam aqui, para cada um - concluiu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários