Gerson e Ramírez terão que depor
Divulgação
Gerson e Ramírez terão que depor

A acusação de racismo do meia Gerson, do Flamengo, contra Juan Pablo Ramírez, do Bahia, ganhará um novo capítulo no dia 3 de fevereiro.  Os dois atletas foram intimados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva a depor sobre o caso em sua sede, no Centro do Rio. Além deles, Natan e Bruno Henrique também foram convocados. A informação é do site "GE".

O depoimento de Gerson está marcado para 10h30, junto aos outros atletas do Flamengo. Já o colombiano é aguardado na parte da tarde, às 14h30.

O inquérito foi aberto na última semana, após solicitação da Procuradoria do STJD. Além da Justiça Desportiva, o caso também está sob investigação na esfera criminal. A investigação está a cargo da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância.

A solicitação da Procuradoria do STJD é de que as provas sejam enviadas até a próxima sexta-feira. O auditor poderá solicitar a presença de outras testemunhas e terá o prazo de 15 dias, prorrogáveis por mais 15, para fazer sua conclusão.

Ramírez pode ser enquadrado no Art. 243-G do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que diz: praticar ato discriminatório, desdenhoso ou ultrajante, relacionado a preconceito em razão de origem étnica, raça, sexo, cor, idade, condição de pessoa idosa ou portadora de deficiência. A pena pode ir de cinco a dez partidas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários