Lance

Caso Robson
Reprodução
Caso Robson


O caso da prisão de Robson Oliveira , ex-motorista do jogador do Beijing Guoan , da China, ganhou um novo capítulo na Rússia, nesta terça-feria. Detido na Rússia desde fevereiro de 2019, Robson foi à Moscou para trabalhar na casa do jogador. Ele entrou no país com comprimidos de um remédio para dores crônicas proibido em território russo e foi preso sob acusação de tráfico de drogas e preparação para o tráfico. 

Você viu?


O jogador pouco fala publicamente sobre o caso, mas, em setembro de 2019, cerca de sete meses depois da prisão, Fernando se pronunciou ao "Globo Esporte" por meio de um vídeo enviado.

"ERA PARA O MEU SOGRO"

Na época, a nova declaração do jogador teria chamado a atenção do público por ter sido diferente do que ele teria dito aos investigadores russos, em junho, ainda de acordo com a publicação.

"Falei desde o primeiro momento, quando eles foram parados no aeroporto, a gente imediatamente mandou o prontuário, receita, passaporte do meu sogro, tudo que fosse necessário para provar que o remédio era do meu sogro, porque realmente o remédio era do meu sogro. Em momento algum a gente escondeu qualquer coisa do tipo. Se não ficou claro, estou aqui abertamente falando: o remédio era para o meu sogro", disse o jogador.

AGRADECIMENTOS PÚBLICOS

Mais de um ano depois, o jogador voltou a falar sobre o caso após a mobilização de jogadores, que pediram justiça no caso de Robson. Em outubro de 2020, o ex-Seleção Brasileira e Grêmio usou as redes sociais para agradecer a ajuda do Itamaraty e do presidente da República Jair Bolsonaro.

"Gostaria de agradecer ao presidente por ter entrado publicamente na luta do #JustiçaPorRobson . Sabemos da complexidade da situação, mas temos certeza de que sua ajuda será fundamental para que consigamos provar a inocência do Robson. Espero que a postura do presidente inspire as pessoas a não julgarem a mim e minha família de forma errada, sem conhecimento dos fatos como eles realmente são", escreveu o jogador.

SAÍDA DO PAÍS LEVANTOU SUSPEITA
Pouco tempo depois que Robson foi preso, Fernando e seus familiares se mudaram rapidamente para a China, onde o jogador deixou o Spartak Moscou e reforçou o Beijing. A negociação chegou a gerar dúvidas na Polícia russa em primeiro momento, que especulou que eles teriam fugido do país.

CONDENADO A TRÊS ANOS DE RECLUSÃO

Até o momento, apenas Robson Oliveira foi detido na Rússia pelo caso. O motorista e a esposa dele foram contratados por Fernando em 2019. Robson foi condenado, em dezembro de 2020, por contrabando e tentativa de tráfico de drogas por ter levado à Rússia duas caixas do remédio Mytedom 10mg (cloridrato de metadona), compradas pela família de Fernando, ex-Seleção.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários