Andrés Rueda
Divulgação
Andrés Rueda

Presidente eleito do Santos no último sábado, Andrés Rueda afirmou que rescindirá o contrato de Robinho quando assumir o cargo, no dia 1 de janeiro. O atacante foi condenado em segunda instância pela Corte de Apelação de Milão a nove anos de prisão pelo crime de violência sexual de grupo contra uma mulher albanesa, em 2013. Ele já havia sido condenado em primeira instância, em 2017 .

"Até 31/12 quem dirige o clube é Orlando Rollo. Quando sentarmos lá, vamos equacionar e ver no momento a situação do Robinho. A apelação dura um ano, não podemos ficar amarrados sob absolvição ou não. Para mim, o assunto está encerrado a partir do momento que ele foi condenado em segunda instância", disse Rueda, eleito com 3.936 votos neste sábado.

Robinho foi contratado pelo Santos quando já havia sido condenado em primeira instância, mas só teve seu contrato suspenso após a divulgação de conversas do atacante com amigos sobre o caso na Itália.

"Não tive acesso ao contrato, mas até onde sei foi suspenso, dois ou três meses, salário pequeno. Gente, isso aí acabou. Para poder recorrer é um ano. Situação ruim para jogador, clube, torcida. Não deu, não deu. Paciência, uma pena", completou Rueda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários