Lance

Robinho
Divulgação
Robinho


Após a queda da ação que impedia o Santos de registrar novos atletas , o Peixe se movimenta para regularizar a situação de jogadores acertados. É o caso do zagueiro Laércio, vice-campeão gaúcho com o Caxias, que há cerca de um mês já estava na Baixada Santista, aguardando poder ser registrado.

Por sua vez, o volante José Welison, encaminhado pela gestão afastada, presidida por José Carlos Peres, alvo de um novo processo de imprachment, foi descartado pelo presidente em exercício, Orlando Rollo . Welison seria envolvido na troca com o Atlético-MG pela contratação do goleiro Éverson, que já atua pelo clube mineiro, e só não havia deixado o Galo para vir ao Peixe, pois esperava a resolução da dívida santista com o Hamburgo (ALE), negociada nesta sexta-feira (08).

- Laércio tem contrato com o clube, está sendo registrado hoje. Com referência ao outro atleta (José Welison), é mera prospecção feita pelo departamento de futebol na gestão Peres. Não tem contrato, segue normalmente no clube dele - disse Rollo em entrevista coletiva virtual concedida nesta sexta-feira (09).

O mandatário do Peixe disse que já conversou com o técnico Cuca e explicou a falta de condição para trazer novos reforços, entre eles o atacante Robinho , que está livre no mercado desde agosto, quando o seu vínculo com o Istambul Basaksehir se encerrou, e aguardava a resolução dos imbróglios santistas para acertar o seu retorno ao clube.


- Conversei com Cuca, mas Santos não tem como contratar. Não posso enganar o torcedor. Não posso contratar jogadores, trazer o ídolo Robinho. Queria, é meu ídolo. Mas como vou pagar? Santos está na beira do precipício - afirmou o presidente.

COPETE

Ativo do Santos, o atacante colombiano Jonatan Copete vive situação mais complicada, já que ainda está vinculado por empréstimo ao Éverton (CHI). O jogador treina com o elenco santista desde a retomada do futebol brasileiro, após a paralisação de quatro meses por conta da pandemia do novo coronavírus, mas não pode jogar por ainda ter ligação com os chilenos.

Rollo afirmou que tentará o auxilio da CBF e Federação Paulista de Futebol para agilizar o processo de regularização do retorno do jogador.

- Mesmo tendo caído o ban da FIFA, a FIFA só autoriza o retorno do atleta até dia 13, quando encerra a janela. Ele ainda está registrado no Everton-CHI, transferência internacional exige um dia a mais. Jurídico corre para registrar Copete a tempo. Conversei com o presidente Rogério Caboclo (da CBF) e Reinaldo (Carneiro Bastos), da FPF. E vão nos ajudar- pontuou o mandatário do Peixe.

Ainda que tenha resolvido a pendência com o Hamburgo (ALE), o Santos vive a iminência de mais duas ações, dessa vez referente a dívidas com Huachipato (CHI) e Atlético Nacional (COL), referentes ao não pagamento pela aquisição do atacante Soteldo e o zagueiro Felipe Aguilar respectivamente.

    Veja Também

      Mostrar mais