Lance

rodriguinho no cruzeiro
Reprodução/ Instagram
Cruzeiro tem dívida com clube do Egito pela compra do Rodriguinho

O Cruzeiro recebeu mais uma notícia ruim vinda da FIFA. O Pyramids, do Egito, acionou a entidade máxima do futebol para cobrar R$ 16 milhões do clube mineiro pelo não pagamento de uma dívida referente a compra do meia Rodriguinho, em 2019. 

O jogador, que foi adquirido pela gestão Wagner Pires de Sá, custou no total 7 milhões de dólares( R$ 40 milhões). Sendo que a Raposa pagou apenas 1 milhão de dólares aos egípcios. 

O valor devido chega a 3 milhões de dólares (R$ 16 milhões), sem contar uma parcela que ainda irá vencer, também de 3 milhões de dólares. A dívida ficou, mas Rodriguinho não, já que ele deixou a Toca da Raposa para acertar com o Bahia.

O superintendente jurídico do Cruzeiro, Flávio Boson, confirmou a existência do processo, mas ele disse que a pendência ainda em fase inicial, com o clube tendo outras preocupações para solucionar como a nova punição na entidade pelo não pagamento ao Zorya, da compra de Willian Bigode, que proíbe a Raposa de registrar novos jogadores. 

- Tem o Rodriguinho, do Pyramids, mas esse começou agora e é um processo que vai mais para frente. É um problema que eu espero resolver, se continuarmos aqui, quem sabe até o ano que vem ou algo assim. Tenho algumas questões imediatas e mais importantes para resolver-disse Boson.

Perigo de novas penas

O Cruzeiro corre risco de ser punido pela terceira vez pela FIFA. Além da pena de proibição de fazer novos registros de atletas, a Raposa já perdeu seis pontos na Série B por não quitar um débito com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, pelo empréstimo do volante Denílson, em 2016, na gestão Gilvan de Pinho. 

O time celeste ganhou novo prazo para honrar o compromisso. Caso não o faça, a pena poderá ser rebaixamento imediato à Série C como explicou à reportagem Valinor Conteúdo/LANCE! o advogado Pedro Henrique Pontarolo Zaithammer., que atua na área do direito desportivo em ações no âmbito da FIFA, TAS/CAS e CNRD. Ele nos explicou com detalhes como o risco da Raposa de queda é grande.

- Tomara que eu esteja equivocado, e desde já peço desculpas a toda torcida do Cruzeiro, mas a chance de o clube ser rebaixado, diante de todo o cenário apresentado é enorme. Se a Fifa aceitar o pedido do Al Wahda e notificar o clube mineiro, o Cruzeiro terá de fazer o pagamento aos árabes em 30 dias. Caso contrário a queda para a terceira divisão é imediata, mesmo com a Série B em andamento-disse. 

O presidente Sérgio Santos Rodrigues garante que esse caso não chegará a esse patamar, evitando que haja qualquer risco de queda do Cruzeiro. 

- Não se preocupem, porque a gente está controlando muito bem isso. É claro que é um ponto de atenção, sem dúvida nenhuma, mas eu vi esse alarde que criou e eu falei já com a imprensa e explicamos bem. A gente perdeu os seis pontos e a decorrência natural disso é o rebaixamento à Série C, e o Al Wahda querendo receber, fez esse pedido na Fifa- disse Sérgio Rodrigues no dia 7 de agosto, em live realizada no canal oficial do clube no Youtube. 

    Veja Também

      Mostrar mais