Tamanho do texto

Ex-gerente de futebol tinha acordo por renovação de contrato

Paulo Pelaipe deixou o Flamengo arrow-options
Site oficial
Paulo Pelaipe deixou o Flamengo

Paulo Pelaipe falou pela primeira vez sobre sua conturbada saída do Flamengo, na última segunda-feira. Em entrevista ao jornalista Alexandre Praetzel, o ex-gerente de futebol rubro-negro disse ter se sentindo desrespeitado com a forma como aconteceu sua saída.

Leia também: Bastidores fervendo! Muros da sede do Flamengo são pichados durante a madrugada

“O Marcos Braz conversou comigo para a gente renovar e deixamos para assinar na virada do ano, sem problemas. Hoje, quando cheguei ao clube, fui comunicado por uma funcionária do RH, que minha renovação não estava autorizada. Acho que o aviso assim foi um desrespeito. Só estou comentando o que aconteceu. Não darei entrevistas e vou divulgar uma nota oficial”, desabafou o dirigente.

Após ter acertado em dezembro sua permanência no clube, Paulo Pelaipe foi comunicado, através de um e-mail do RH, que estava fora do clube, o que desencadeou uma verdadeira guerra política. Na madrugada desta terça-feira, os muros da Gávea amanheceram pichados em apoio ao vice de futebol Marcos Braz, que havia encaminhado a renovação com Pelaipe, e em protesto contra o vice de relações externas Luiz Eduardo Baptista, o Bap.

Leia também: Lucas Paquetá é considerado um fracasso na Itália e pode deixar o Milan

Na manhã desta terça-feira, Pelaipe emitiu um comunicado oficial explicando sua saída do Flamengo .

Confira a íntegra:

Depois de uma temporada completa no CR Flamengo quero me dirigir ao presidente Rodolfo Landim, ao vice de futebol Marcos Braz, ao diretor-executivo Bruno Spindel, ao técnico Jorge Jesus, funcionários e aos torcedores para agradecer pela oportunidade de retornar ao clube pela segunda vez, ontem (06 de janeiro), para minha surpresa, fui comunicado que está cancelada a renovação de meu contrato, que havia sido feita em dezembro, logo após as conquistas da Libertadores e do Brasileiro.

Na primeira passagem, quando assumi o cargo sabendo do desafio, com muito sacrifício, foram conquistados os títulos da Copa do Brasil de 2013 e o Carioca de 2014.

Agora em 2019 foram mais três conquistas: o Carioca, o Brasileiro e a Libertadores.

Ver o amor dessa torcida e sua capacidade de empurrar o time me comoveu todas as vezes, isso ficou claro na enorme torcida que foi até o Peru, na decisão da Libertadores e em Doha no Mundial.

Levo para sempre comigo os exemplos de incentivo e carinho que recebi dos profissionais e funcionários, com quem tive a oportunidade de trabalhar e dessa torcida fantástica.

Quero fazer um agradecimento especial ao Marcos Braz, que em dezembro de 2018 me convocou para assumir o cargo no Flamengo e com quem tive uma relação de muito respeito e profissionalismo.

Sou testemunha da devoção que o Marcos Braz tem pelo Flamengo, deixando sua vida pessoal e se dedicando em tempo integral ao clube e asseguro que em momentos delicados suas atitudes demonstraram sempre muita firmeza na condução do grupo e do trabalho.

Quando sugeri ao Marcos Braz a contratação do técnico Jorge Jesus, ele confiou na minha indicação e isso foi determinante para o sucesso da vinda do Mister e tudo deu muito certo, o trabalho desenvolvido pelo treinador e os resultados demonstram isso.

Saio com a certeza de ter cumprido meu papel e agradeço pela oportunidade.

Boa sorte ao CR Flamengo!!!